Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

REVISTAS NA CASA DE UM AMIGO DO SITIO







REVISTAS NA CASA DE UM AMIGO DO SITIO.



UM amigo da cidade que gostava de tomar banho na cachoeira da panela, sempre se insinuava para mim quando ia à cachoeira, mas eu ainda não tinha coragem de tocá-lo nem de olhar com firmeza para a imensidão de seu pau que com 19 anos já possuía um pau de aproximadamente 19 cm. Um destes dias ele me convida para ver algumas revistas pornôs que tinha na casa dele.

No dia seguinte eu fui à casa dele para verificar. Começamos a ver as revistas. Ele foi logo ficando de pau duro e dizendo que sempre transava com aquela garota da revista. Perguntei se ele conhecia. Ele respondeu que não precisava conhecer, transava mesmo assim. Perguntei-lhe como, já para ver a intenção dele. Não teve demora tirou a roupa e começou uma bela masturbação. Eu fiz menção de pegar no pau dele e ele não deixou, sô gostava que eu assistisse sua masturbação



Dizia-se hetero e adorava se masturbar naquela posição. (Com a cabeça em um travesseiro bem alto, olhando para seu pau e as pernas dobradas com os joelhos para cima)



Percebi que ele quando estava perto de gozar levantava a bundinha deixando aparecer seu cuzinho. Não queria que eu tocasse nele, sá que eu observasse e sá me deixava botar meu pau para fora quando estava bem práximo do gozo. Esta cena repetiu-se por três dias seguidos. Até que no quarto dia ele empinou tanto a bundinha que vi seu cuzinho se contraindo.



Botei meu pau para fora comecei minha masturbação.



Ele olhava desesperadamente para meu pau até que levantou as pernas e ficou de frango assado. Não resisti vê-lo naquela posição e imediatamente encostei meu pau no seu cuzinho e já todo meladinho não tive nenhuma dificuldade de penetrar meus 18,5 cm no cuzinho dele.



Cada jato de esperma que lançava era uma mordida que seu cuzinho dava em meu pau fazendo me gozar deliciosamente.



Depois de sua bela gozada, que ele voltou ao seu normal.



Olha para mim e de diz:



- Porra! Cara você me comeu.



Depois deste dias ficamos sempre vendo inicialmente as revistas e concluíamos nossos prazeres com uma boa troca.



Outro dia fui sem saber se ele estava em casa.



Para minha felicidade encontrei seu irmão de 22 anos. Mandando-me entrar sem demora. Estava de sá de cueca e seu cacete visivelmente aparente com todas as formas. Não resistir ficar sem olhar fixamente para aquilo. Perguntei pelo seu irmão e ele me respondeu que logo chegaria havia ido à farmácia comprar um lubrificante para ele.



Eu me fazendo de inocente. Disse, na farmácia ou no posto? Como? Comprar lubrificante na farmácia? Meu pai compra lubrificante no posto.



Ele disse:



- Bobinho, o lubrificante que eu quero é um deste aqui. Abriu a gaveta e me entregou um tubo de gel quase no final.



Agora estou entendendo para que é o lubrificante.



- Mas aqui ainda tem muito.



Ele disse:



- Muito sá se for para o seu que para o meu sá da para passar na metade.



-- Nossa!



Nisto ele já estava de pau quase pronto perto de sair da cueca.



Destampei o tubo e espremi um pouco em meu dedo e fiquei passando o dedo na palma de minha mão dizendo:



- Porra! Desliza mesmo.



- Nisto eu já vejo é a cabeça de seu pau chorando já do lado de fora do coes da cueca. Olho fixamente para aquilo e digo:



- Realmente precisa de muito lubrificante.



Ele então me diz:



- É que você sá esta vendo a cabeça, olhe aqui o resto.



Lançando em seguida todo aquele monumento para fora.



Não resisti, fixei o olhar ele tomou o tubo de gel de minha mão arrastando-me pra perto dele e espremeu uma boa quantidade do gel na cabeça de seu pau e disse:



- Agora termine de passar ate em baixo este retinho é para depois.



Fui logo com minha mão passando suavemente naquele cacete, bem duro, massageando aquela bem feita e brilhosa cabeça.



Ele levantou-se de repente para fechar a porta, quando voltou já foi tirando toda a cueca e me pegando por traz arriando minha bermuda e beijando minha bundinha.



Foi abrindo as minhas pernas e metendo a mão por debaixo de mim, pegando em meu pau que já estava em tempo de estourar. Passou então a lamber meu cuzinho. E tentando morder as beiradas de meu cu.



Eu no desespero. Ele foi subindo, lambendo minhas costas até seu cacete bem duro encostar bem na portinha de meu cuzinho que já estava ardendo de desejo.



- Vou comer seu cuzinho agora, vou enfiar meu pau todinho neste cuzinho gostoso. Você vai gozar bem gostoso como meu pau todo enfiado neste cuzinho



Fui abrindo as pernas e empinando minha bundinha deixando aquele monumento entrar deslizando suavemente dentro de mim. Ele metia e tirava lentamente, eu sentia a entrada desde a cabeça até quando seus ovos encostavam na minha bundinha. Eu ia rebolando empinando cada vez mais o deixando louco de prazer, pedindo que ele metesse toda.



- Mete toda vai mete todinha, me come com este pau gostoso. Fode, tudo vai, com este cacete bem lisinho deslizado dentro de meu cuzinho.



De repente ele troca de posição me fazendo cavalgar em seu pau. Colocando-me de frente para ele, deixando meu pau roçando em seu peito liso.



Eu cavalgava feito um louco cheio de prazer. Ele me pedia para gozarmos juntos.



Chegando à hora do gozo, juntamos nossas línguas uma lambendo à outra. Quando sinto o pulsar de seu cacete dentro de mim.



Ele me apertar de encontro a ele, momento que dei aquela gozada. Melando todo seu peito.



Ficamos agarradinhos nos deliciando com nossas línguas ate nossos paus ficarem adormecidos.



Caso goste deste conto, faça seu comentário e enie parameu e-mail -

[email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


fotos porno mostrado xoxota pra bater acela puetao caminhoneiro engravidou minha mulher eu confessoconto erotico emprestando a noivaconto erotico na lagoa com a familiaCONTO O SEQUESTRADOR SEGUNDA PARTEcontos da molecada comendo as meninasnoiva tarada melando o pau do. noivoelagozouquedesmaioumulher escanxa no cachorro e goza gostosoconto erotico fui sentada no colo do vovocontos eroticos hospitalconto erotic pegand a calsinha da sogracache:0HcVdwFxdY0J:https://spbgau-kf.ru/mobile/conto_8347_virei-amante-da-mineirinha-.html Contos eróticos entradinhaContos eróticos irmã peludaConto erotico sem nocaocontos eroticos acampamento pirenopoliscontos eroticos traiu o marido no onibusMulheres se jutao para fazer xexo contosconto erotico eu esculto minha mae gemendo com meu padrasroamigos sexo troca troca contospai e filinha pequen q deixa pai come ela contoscache:7Bn8n8HDPyEJ:https://spbgau-kf.ru/mobile/conto_24394_amigo-gay-ensinando-esposa-a-dar-o-cu--parte-3.html audio eroticos de velhos iperdotados comendo mulheres casadaso meu padrasto me arrastou pro matagal contosmeu irnao mas velho dormiu bebado bitei i pau na bunda deleengravidei minha irmã contosgay violentado contoscontos eroticos ousados com muita excitacaoconto eróticominha traiu meu pai mulher casada vira putaconto casado dei pra travesticontos eroticos curiosaesposa contando para o marido que ele é corno e que seu amante vai fuder ela na frente do corno e ainda chama uma namorada travesti para fuder com ela e depois vai transformar o corno no maior viadoMostre minha rola cabeçuda para o cone e falei que ia comer sua mulher quando eróticosDeixando a novinha laceadavem ver meu corninho contoRelatos de gay quie derao ao pedreiro saradocontos eroticos mae filhatava so eu iaminha imã na casá eu meti apica nela no cu delaContos chupando o cu do gordinhocomi a interna contocontos eroticos currada caronameu amigo cumeu minha mae e minha irma.historias eroticasConto erotico de evangelicascontos minha cunhada viu eu mijanocontos eroticos comi a irmazinhaFeirao big foto penetrando no cuzinhoconto erótico meu pai fude minha esposa rindo da minha caracontos eroticos na bundinhacaminhoneiro goza na pura pornodoidodei pro meu amigo carentevirando moça contosdoutor esporreando muito no travedtifui chupadoconto comendo a coroa gostosacontos dei pra passarmeu sogro me escravizou contos erotiçosenrabado no campingcontos eroticos cunhadinha dormindocontos eróticos amiga novinhacontos eroticos de cornos e veiaspintinho durinho filho bumbum amiguinhoContos de coroa sendo arrombada e gostandocontos eróticos ônibuscontos eróticos de mães e filho de pau grandecontos eroticos esposas arrependidasconto erotico julio piroca grossa contos eroticos enfermeira saco peito grandecontos porno eu e meu marido fomos violentadoscontos comendo o cuzinho da fazendeiracontos novinha dando pra dois"cabelo na perereca"coroas ensaboando cacete do jovenconto novinha gravida do tioconto ficou excitado em saber que eu fudendocontos eróticos espiandocotos icesto mae e corninho aiii vai mete seu safado vou gozarmulher no carnaval gozando muito no camarote ela ea amigaconto erotico eu não queria ser cornoporno bundas muitissimo leve ou seja molevidios mulheres pelada mais o amigo e diz a ele pra bater ponheta na boca dela e derama galaO pirralho do vizinho contosconto erotico me mentiu e me comeuMelhor amiga da minha mulher na minha rolafodiesposaconto escrito ese ano cavalono nuacontos sexo minha tia queria leitefogosas do funk de sainhacunhado fagendo sexo com cunhadaContos eróticos comendo uma lorinha dos seios grandes Luizacontos eróticos deixei um estranho comer minha filhacontos eróticos encaixada viado da bunda grande no ônibuscontos eroticos isoladocontos eróticos sogra pega mulher metendo na camacontos er gozando na boquinhaContos eroticos travesti iniciante