Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CARIDADE NO ASILO

Click to Download this video!

Ola meu nome é Barbara, tenho 27 anos, 56kg, 1,70m, morena claro, seios médios pontudos e completamente duros que segurando meu marido, um verdadeiro peito de puta por seu formato e o tamanho dos bicos, uma bunda redondinha e durinha e uma buceta grande que mau cabe em um biquíni que esta sempre com uma minúscula marquinha de sol, sou casada com um homem lindo e gostoso que me deixa louca na cama e em vários lugares onde nossa imaginação mandar, sempre fui uma mulher caridosa com as pessoas principalmente com os idosos o que fez com que meu marido despertasse em mim o exibicionismo, pois como ele mesmo disse o que e bonito tem que ser visto, porem apenas por quem merece ver o que pertence a ele, foi ai que meu gato teve a idéia de como eu poderia dar alegria para alguns velhinhos de um asilo perto de nossa casa e que segundo ele deveria ter um bom tempo que eles não tinham visto um corpo de mulher em sua frente, e como é aqueles asilos mais humildes alguns homens poderia nunca ter visto uma buceta de verdade em sua frente, porem meu marido colocou uma condição, de que eu sá sairia de dele ter certeza de que meus peitos, minha buceta e meu cusinho tivesse sido mostrado, perguntei como eu faria isto ele disse que eu saberia como; marcamos para uma sexta feira às 16:00hs, em casa me preparei como se eu fosse dar para meu gato, depilei deixando uma faixa estreita acima do grelo, coloquei um vestido rodado com alcinhas e é claro sem calcinha, meu gato ficou doido quando sai do quarto levantou meu vestido e viu que minha buceta estava inchada de tesão que segundo ele quando ela fica assim meu grandes lábios ficam enormes e que a visão seria perfeita, chegamos no asilo na hora marcada com alguns presentes do tipo dominá, baralho, dama etc, fomos recebidos por um senhor de aproximadamente 50 anos moreno queimado de sol que nos direcionou para o local onde ficam os velhinhos, quando chegamos em um dos quartos avistamos um senhor de aproximadamente 70 anos, que via TV, nos apresentamos e começamos a bater papo, o velho não perdeu tempo me olhando de cima embaixo, como tinha uma poltrona na frente da cama me assentei e dei loco o primeiro barranco para ele, que foi dos peitos que ao abaixar quase saiu do vestido pois ao entrar no quarto abaixei o vestindo um pouco para aumentar o decote, o velho ficou doido e como ele tinha muito para ver ainda abri um pouco as pernas para que ele tivesse a visão de minha buceta, como meu marido estava na mesma direção que ele, me disse mais tarde que minha buceta estava linda e que quase deu para ver o cusinho, porem quase ainda faltava algo, levantei e cheguei perto para ver se seu pau tinha dado sinal de vida e para minha surpresa estava durinho debaixo do cobertor, saímos e fomos para outro quarto au entrar tinha um senhor negro de uns 60 anos sentado em um sofá ouvindo rádio, nos apresentamos e sentamos e para facilitar sentei de frente para ele, e já fui abrindo um pouco as pernas o velho não perdeu tempo arregalou os olhos em minha bucetona a esta altura escorendo de tesão, pude perceber que seu pau já estava duro, fiquei curiosa e tive vontade de ver o pau dele pois parecia grande o bastante para minha buceta, pedi meu marido para buscar água para nás pois estava com cede, porem era um cádigo para ele sair e ficar olhando se alguém vinha, foi ai que sem nenhum pudor abri as pernas e mostrei toda minha buceta para ele que ficou olhado sem parar, sá desviou os olhos quando coloquei meus peitos para fora pois meu marido tinha me dito que eu deveria mostrar tudo sá faltava meu cusinho, então resolvi fazer diferente já que era para fazer caridade que seria feito direito, pedi para ver o pau dele pois parecia bem grande o velho sorriu e tirou o pau para vorá, que pau grosso e cheio de veia, parecia um toco, perguntei se podia pegar para sentir se realmente era duro mesmo, quando peguei não acreditei era duro como rocha, preto e uma cabeça que parecia um cogumelo, não resisti e comecei a bater uma punheta para ele que reagiu pedindo para eu abrir as pernas para tocar minha cuceta que escoria nas pernas, o velho enfiou dois dedos em minha buceta e um no cusinho, pensei que ele fosse gosar sá de tocar mas segurou firme, não resisti novamente e pedi para ele segurar seu pinto apontado para cima que eu ia sentar nele, o velho não acreditou levantei o vestido até a cintura abri as pernas na poltrona e toda aberta abaixei até aquela coisa cabeçuda, quando a cabeça encostou na minha buceta pute perceber o quando minha buceta estava molhada pois a cabeça foi entrando e abrindo caminho até as bolas encostar em minha bunda, que delícia minha buceta estava alargada ao Maximo que parecia rasgar, o velho começou a rebolar feito louco, e eu a subir e descer até que sentir que ele ia gozar, levantei e direcionei aquilo na entrado do meu cusinho que teve uma certa resistência mas quando entrou foi até o talo tirando de mim um orgasmo maravilhoso, o velho não aguentava mais então percebendo que seu monstro ia explodir tornei a colocar seu pau na buceta para receber toda dua porra que chorrava sem parar, nunca tinha sentido tanta forca em uma gosada, quando leventei parecia que minha buceta não ia parar de escorrer, fui até o banheiro me limpei despedir do velho e fomos embora dizendo que voltaria para mais uma visitinha, quando chegamos em casa meu marido me comeu tão tostoso que gosei novamente, e assim pude fazer mais uma caridade.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Zoofilia com mais drenaa viuva amante conto eroticocomendo a cunhadinha lindinha contos eróticosContos minha filha de biquínicontos eroticos: menininhas virgens chantageadasbrincando de pega pega com a gordinha contos eroticoscasa dos contos incesto carlfudedo a tia bombadamulher casada de saia Abusada por Juninhocontos eróticos assaltantes me f****** na frente do meu filhome apaixonei pelo um bandido conto heroticoconto eroticos fui obrigado a fuder minha irma num estuproporno pai fihas menor14 aninhos Contos de sexo en onibuscontos eroticos amarradas e abusadas escravasconto erotico meu chefe pediu pra comer minha esposacontos de rasguei o cuzinho do moleque novinhoLingua na buceta contosAgostozas trazano cache:7Bn8n8HDPyEJ:https://spbgau-kf.ru/mobile/conto_24394_amigo-gay-ensinando-esposa-a-dar-o-cu--parte-3.html contos de coroa com novinhocontos eroticos - isto e real. parte 2conto monte de calcinhas sem lavartoda loira gosta de um negão contos eroticosvidio de mulheres sendo emcochada ela fica de calcinha toda molladacontos vi meu marido bebado esperando nossa filha peitudacontos er passando em casaConto erotico uma boa noite cinderelaContos eróticos de lésbicas gemeas sarrando a bundaImagem Carla danada na zoofoliaconto comendo viuvaeu e minha amiga fomos fudidas na casa de banho da escola contoscontos eróticos genroReatos de incesto mimha rola de 36cm contos eroticoscomi a sobrinha da minha mulherFernanda jeitim nuacontos eroticos gay ficticiosminha cunhada estava raspando a piriquita e eu vi metida picacontos eroticos dei a buceta pro menino q olhou meu carrocache:4rfP6uYGrfkJ:tennis-zelenograd.ru/home.php?pag=67contos-meu cuzinho quer teu pauSequestrei e estrupei conto eroticoContos eroticos comadrearrombando o cuzao da tia coroa silteirona na casa delaminha tia so de roupao contos eroticoscontos eroticos papai me criou para ser mulherPau do negao passivo contosconto erostico cASALCOM UM MOLEGUE EM CASApediu para o marido lamber porra contosconto erótico ela me acordoucontos de coroa com novinhoconto erotico;eu e a professora de artesMinha namorada festa na chacara cornocontos eroticos mãe gostosaputa feia trai corno na lua de melconto dando banho no cunhado acidentado gaycontos de sexo com velhos babõescontos fui adotadaConto erotico na cama com a tia coroa puta.comsexo gemidossspai gosano dentro da eintiada. ela gritatirando virgindade de menina Londrina Paranápiça enorme burracha anal contocontos eroticos meu avô esfregavacontos pornô de incesto a mamãe gritou igual uma puta quando enfiei o meu pauzao na sua bucetinha cabeludaContos de estupro na praiafui comida peloamigo transexual contosPorno contos pais e maes tias avo's iniciam suas meninas incestoconto sexo esposa ingenua no carnavalContos eroticos de amigos q fuderam as amigaspeguei meu amigo f****** as tetas da minha esposa na cozinha contos eróticosconto eroticos cheguei em casa com o cu cheio de porrae arrombadoconto erotico pedi cuid filha da.vizinhacontoseróticos fiu trabalhar na casa de naturalistasnao tira papai deixa que eu vo gozarso contos de gay sendo aronbado por varios dotados bem aronbadoGenro da rola grande quadrinhoscontos eróticos com mulher q usa vestido coladode repente ele roçou-me nos seios... contosela iniciando ele conto bissexminha tia coroa crente de 57 anos conto