Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CADELA IMPLORANDO

Click to Download this video!

Senhor estava em sua mesa,sentado,trabalhando,todo concentrado . Cheguei de quatro,nua, de coleira,toda manhosa e safada . Senhor sentiu a minha presença,mas fingiu que não viu,me ignorando totalmente . Fiquei lhe olhando,com aquela carinha de piedade,pedindo a sua atenção apenas com o olhar . Estava ali,de quatro,pertinho de ti,esperando,implorando apenas um olhar e nada .



A sua presença,o seu desprezo,me causava um tormento e ao mesmo tempo uma excitação incrível .



Já estava toda molhada,quente...ansiosa,agitada... os minutos passavam e cada vez ficava mais excitada,nervosa,apavorada, submissa .



Senhor sentiu a minha respiração ofegante,soltou um sorriso me olhando...nossa !...fiquei desesperadamente excitada com seu olhar debochado,firme e ao mesmo tempo,sereno,dominador...



Estava toda boba,feliz,inquieta,excitada,nervosa,envergonhada,agitada e safada!..



Uma mistura louca ...Senhor sorriu,desviando o olhar novamente e espichando os pés... (debochado)...rs !.



Na hora olhei e com aquela carinha de cadelinha manhosa,submissa,obediente e servil,já fui implorando para lhe servir de mesinha,apoio para seus pés .



Mas seu olhar estava totalmente para o computador,não viu meu olhar e estava bem concentrado . Fiquei atormentada,excitada demais....o nervosismo já estava me deixando impaciente,inevitável,comecei a tremer...então,resolvi fazer barulho,baixinho,bem baixinho...gemidinho de cadelinha..rss..Senhor ouviu,adorou....estava amando tudo,mas estava disposto a judiar mais e colocar em prova a submissão de seu bichinho . Fingiu,ignorou....não demonstrou nenhuma reação, até o deboche havia sumido . Sua atitude estava me excitando e ao mesmo tempo me deixando impaciente demais . Não teve jeito,já estava totalmente confusa . Então,resolvi gemer mais alto,necessitava a sua atenção e não estava disposta a desistir . Senhor gostava e sabia muito bem me causar aflição . Continuou me ignorando,não manifestou nada,nem um sorriso,nem um suspiro,nem um olhar,nem uma mudança na respiração,nada! . Ah....inevitável..o desespero começou a bater em minha porta...corpo estava tremendo,estava literalmente molhada,encharcada,quente,louca de tesão e de raiva... atormentada,confusa....fiz gracinha,gemi mais alto...nada...absolutamente nada....comecei a pensar em várias coisas...mas estava confusa demais...excitada....não sabia o que fazer,como fazer...respirei fundo e mandei o desespero embora....não podia e não iria perder o controle .. (falso controle,pq nesse momento já estava sem nenhum)..rss..Senhor estava amando aquele desespero todo causado por ti... e estava disposto a torturar muito mais....queria ver até que ponto aguentaria o desprezo,a pressão... Então,depois de muitas tentativas,resolvi falar baixinho,morrendo de medo de lhe incomodar,mas ao mesmo tempo com a consciência pesada por não estar lhe servindo de mesinha....precisava ser útil...estava me sentindo mal,por estar ali sem fazer nada ... com o corpo tremendo,respiração ofegante,pausas na voz,disse baixinho :



- Donoo.... ( aquele jeito manhoso e submisso de pedir atenção.)..



Hum...mas ainda estava pouco.. (maldade )...Senhor nem se mexeu,fingindo não ouvir nada . Estava realmente testando meu limite,minha submissão,meu controle,minha dedicação,minha paciência .



Respirei fundo,com a boca seca,coração disparado,respiração ofegante,corpo tremendo,lhe chamei novamente,baixinho,implorando o seu olhar,a sua atenção :



- Donooo...



Senhor não manifestou nenhuma reação...ai sim,fiquei extremamente nervosa e impaciente..naquela altura,já estava confusa demais....não sabia distinguir o que era maior : o tesão,o tormento,o nervosismo, a raiva, a aflição,a angústia . Senhor percebeu a falta de controle,estava muito excitado com tudo que estava provocando em seu bichinho . Respirei fundo,tentando controlar o máximo aquela aflição....mas a essa altura já tinha me entregado...a respiração estava ofegante demais,o desespero já havia entrado,claro,as lágrimas foram inevitáveis no momento..tentei controlar...que pânico !...implorei novamente,chamei baixinho :



- Donooooooo....



Senhor sorriu,amou....me olhou,com aquele olhar debochado,com aquela voz tranquila, disse :



-Sim,meu bichinho,diga !.



Ah !...naquele momento não sabia o que era "pior",a sua atenção ou o seu desprezo....rs...pq estava excitada demais.....nervosa....tremendo muito,não sabia por onde começar,como falar...estava quase atropelando tudo,quando lhe olhei...aquele olhar,nossa...!..me acalmava e desesperava ao mesmo tempo...que loucura !...respirei fundo...estava com um olhar aflito,desesperado...Senhor sorriu,me olhando de um jeito debochado...me testando....então,disse :



- Por favor,Dono..( a essa altura quase chorando )...



Senhor fez sinal pra respirar fundo e dizer calmamente,sem desespero e pressa..( fácil,não?..rs..debochado mesmo )....



Não podia desesperar,mas já estava desesperada...rss...nesse momento já estava confusa demais...então,num impulso,falei:



- Dono,por favor,permita-me servi-lo de mesinha !



Bonitinho...Senhor adorou,mas ainda sentiu um fio de "controle"...ah....queria provocar mais desespero..agora estava na hora de ver mesmo até onde seu bichinho era capaz de ir..



E com deboche,respondeu :



- Hum,não...acho que vc não está com tanta vontade,melhor ficar quietinha,descansando...



Poxa,que deboche heim....que descansando.....necessitava servi-lo...precisava daquilo....



Nessa altura já estava absolutamente confusa,sem controle,nervosa e excitada demais....respondi:



- Dono,por favor.. (ajoelhada)..imploro,dê permissão a esse bichinho idiota,que sá serve pra te agradar....permita-me servi-lo de mesinha,imploro....



Que aflição,que desespero,que tormento,que maldade !.



Senhor já estava desviando o olhar novamente,quando...



Desespero tomou conta,me cegando,me deixando totalmente nervosa e transtornada,disse :



-Dono,por favor,dê permissão a esse pobre bichinho,que está disposto a lhe agradar,imploro...já estava quase beijando o chão....totalmente sem rumo....chorei...implorei....no chão...pertinho de seus pés,mas sem permissão para tocá-los....chorei muito....implorei,entre choro e soluço.....Senhor resolveu atender o pedido de seu bichinho,com deboche,disse:



-Certo...venha...mas não quero ouvir um choro,um gemido,uma respiração,será que consegue inútil?...nossa !....maldade mesmo...já fui enxugando as lágrimas,respirando fundo,tentando controlar o nervosismo,a excitação...que mistura louca...precisava controlar tudo....tentando controlar,fui pra posição rapidamente ...



Senhor delirou de tesão,quando apoiou seus pés em seu bichinho,sentindo seu corpo tremendo,sua respiração ofegante,seu desespero,sua vontade absurda de tentar controlar,o que a essa altura já estava totalmente,absolutamente sem controle....rs !..mas gostou,sentiu a vontade,a submissão de seu bichinho naquele momento....encolhida,tentando não mexer...( rss.)....totalmente excitada,nervosa,transtornada..



Senhor riu e continuou de onde havia parado,totalmente concentrado no trabalho... ( não sei como conseguia....)..vai ver é por esse e outros motivos que é Dono..rss..tem o controle nas mãos.... ( ai ai ai )...







VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos filho namorado "pintinho"na academia com o padrasto contoscontos erotucos escritos lesbicos transei com uma nerdminha sogra e sua irma delirando com minha pica no rabo contos eroticoscontos de sexo picantes filhas se acabando nas pirocas. groças. e grandes do papai taradaocontos eroticos comi a irmazinhacontos eróticos prima e irmãporno comendo a buceta da gostosa emsima dos retalhosconto casal biconto erotico peguei meu marido trepando cõm minha irma na camaContos eroticos Japonesinhafogosas contorelatos eroticos de traicao consentidaContos gay carnaval em Veneza contos sogra punhetameu paisinho e louco pra mi comer contoscontos da casa eroticos de mulheres tendos os cachorros ou lobos lambendo suas calcinhas e fodendo elasRelatos eroticos de professoras casadas brancas que foram usadas por alunos negroscontos eróticos putona do tourocasa dos contos virei vadia do meu filho e estou amando ele addei a buceta no trabalho. contos.conto de chorei com a pica grande de um negao no meu cu virgemconto incesto mestruavaConto comseguir comer a patroagaroto pelado no rio e tia veno imprecionada/contoseroticosdei leitinho na boca de uma novinha de contagem contos eroticosxvedeo porno cuadinha tava triste cuanhado animou fedendo elaViagem a trabalho contosbaixar vídeos porno sublinha pega tio batendo punho tá e da a bucha pra eleconto ela estava no quarto nua e o sobrinho na salagozandonocilindroPULAVAAI XVIDEOempregada gostosa transando de bruço com patrãorasguei o afeminado novinhocontos eroticos o garoto perdidodei sonifero pra minha avò e transei com elacontos eróticos crentexvideos pomo. as subriassminhas tias chupavao meu penis de 10cmurso velho peludo gay contosfotos e vidio e contos eroticos estava sucegado em casa quando minha irmã começou a me procarme.comeram minha bundinha pequena.chorei muito contosmulher goza gostoso loucamente deliranteconto minha calcinhacriolo comeu minha mulher contoscontos eroticos de comi a bunda da mae da minha amigaContos pornos-mostrei o pau duro pra minha maeTennis zelenograd contoconto erotico chantageado a ser femeacanto erótico com amiguinho do meu filho vir para casa e amiguinha delecontos eroticos a negrona Meirecontos eróticos de bebados e drogados gayscontos eroticos porno de pirralhas inocentescontos de coroa com novinhocontos eroticos com menino bundudo e o negao do pau grossoContos eroticos gays virei uma mulher putao macho frequenta mimha casae o dono contoscontos marca de baton na cueca e esposa ver contosnetinha safada adora sentar no colo do vovô contos eroticoscontos eroticos de coroas dos seios caidostanguinhas usadas da minha mulher contos eroticosmeu marido bebeu e convidou meu cunhado pr durmi em casa e mi comeContos eroticos gays virei uma mulher putaconto gay viciei na rola do negÃoconto erotico com tioconto erótico mendingocontos eróticos de lésbicas meu marido mandou sua irmã me ensinar a dirigirfilhinhas safadinhas contoscontos eroticos de advogadas coroasContos eróticos linguada safadocontos eroticos gays reais ocorridos dentro do coletivocontos de foder empregadaconto gay negao casado deuconto erotico de menina virgem de sete anosconto erótico verdo a minha cunhada turma banho pelo buraco na paredepassando a mao no grelhoa pica do meu filho é enorme dei gostoso ate o pai dele deu virou viadao corno contoconto erotico mulherzinha gaypaguei boquete na infancia contoscontos pornos espiando os pais pela fechaduracontos eroticos fui leva a gostosa da cumade beba na casa delalésbicas chupando sopinhasoq e boketizinhogostei quando minha mulher contou que deu a buctinha para pedreiro roludoporn contos eroticos casada se prostituindo para ajudar em casasobrinho casa dos contos contos eroticos estrupada pelo mei maridoconto de transa com o amigo do meu paicontos eroticos com a princesinha do bairrocontos fodi com o meu sogro gstsZoofilia gratis. Www.avantajadas.com.br com downloads.contos eróticos sobre tia bucetudafilme pornô minha prima gravata preta para mimconto ajudou corno