Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU TIO É UM GRANDE CORNO!!!!

Click to Download this video!

Meu tio é um grande corno!!!!!



Sempre desconfiei que meu tio fosse corno, mesmo minha tia Cris sendo uma mulher meio gordinha de 1,65m, cabelos longos e negros, seios fartos e uma bunda enorme.



Tia Cris era uma mulher que acabava despertando tesão em mim sá pelo jeito de safada dela, ela adorava mexer com os sobrinhos e dizia que eu era o preferido.



Toda semana eu presenciava brigas dos dois, mas ela sempre saia sorrindo do quarto com cara de safada e arrumava alguma forma de me provocar.



Apesar de nunca ter visto minha tia com outro homem, tinha certeza que se um dia eu a seguisse confirmaria minha suspeita.



Esperei até um dia que ela se arrumou toda e foi para o ponto de ônibus sem avisar ninguém, peguei meu carro e segui o ônibus para saber aonde iria descer.



Finalmente apás 35 minutos quase chegando ao centro ela desceu e entrou em um motelzinho vagabundo sem em olhar pra trás.



Arrumei um lugar práximo para estacionar e fiquei aguardando nas redondezas, ela saiu do motel sem se preocupar se estava sendo vista, atravessou a rua e foi para o ponto de ônibus.



Peguei o carro e passei em frente ao ponto buzinando, ela olhou surpresa e veio até o carro, pedi que entrasse, ela sentou e perguntou o que eu tinha ido comprar no centro, respondi que tinha visitado uma amiga e repeti a pergunta, olhou-me com aquela cara de safada e disse que havia visitado um amigo também e sorriu.



No caminho ela percebeu que eu estava inquieto e perguntou o que havia de errado, então contei o motivo real de estar no centro àquela hora, ela ficou séria e calada.



Pedi para que relaxasse que não contaria pra ninguém o que havia visto, ela olhou surpresa novamente e sorriu, disse que queria conversar comigo em outro lugar, mas primeiro passaria em casa para tomar banho e trocar de roupa.



Fiquei aguardando mais uns 30 minutos com o carro estacionado no quarteirão ao lado, tia Cris chegou e entrou com um vestido azul comprido, e disse para sairmos dali logo que os vizinhos eram muito fofoqueiros.



Saímos em direção um motel numa estrada mais afastada, quando entramos no quarto ela já foi logo perguntando se eu iria chantageá-la, respondi que sim e que ela iria fazer tudo que eu mandasse.



Ela sorriu e disse que sempre quis receber ordens minhas, mande-a tirar o vestido, ela estava sem roupas intimas por baixo, estava totalmente nua na minha frente.



Peguei-a pelos cabelos e beijei sua boca, fui descendo pelo pescoço até chegar a seus seios, chupei aqueles bicos enormes e durinhos até matar minha vontade de mamar.



Empurrei-a na cama e abri suas pernas, ajoelhei-me e chupei aquela bucetinha gostosa que tantas vezes imaginei comendo, ela gemia baixinho segurando minha cabeça, em poucos minutos senti o melzinho dela escorrer e o corpo se contrair.



Levantei-me e baixei a calça, coloquei o cacete pra fora e puxei-a pelo cabelo com força enchendo a boca da titia com meu caralho, ela chupou gostoso, era uma boqueteira de primeira, me fez gozar rapidamente na boca dela e não parou de chupar me deixando com as pernas tremulas.



Ela perguntou o que eu faria com ela em seguida, empurrei-a novamente e abri suas pernas segurando em seus tornozelos e com uma estocada forte enfiei todo meu cacete naquela buceta gostosa, ela gritou e me puxou mais ainda pra dentro dela, disse no meu ouvido que queria ser minha puta.



Bombei com mais força a fazendo gemer loucamente, apertava seus seios, ela me xingava de safado, filho da puta, gostoso.



Comecei a me empolgar com aqueles palavrões e quando percebi estava tratando ela como uma puta de verdade, xingava, baita no rosto dela, ela respondia que era minha puta e que queria gozar gostoso, pedia pra meter forte que ela amava, bombei mais forte e senti novamente que ela estava gozando.



Deitei e a mandei cavalgar, ela subiu em mim e começou a rebolar gostoso, com as mãos eu abria aquela bunda deliciosa e enfiava o dedo no cuzinho dela, ela sentava gostoso e pedia pra enfiar o dedo no cú que ela adorava dar o bundinha, deixei-a cavalgar mais uns minutos até sentir ela gozando novamente.



Mandei-a ficar de quatro e empinar bem a bunda que iria comer o rabinho dela agora, ela obedeceu e não parava de repetir que queria dar o cú, que era minha puta.



Abri com as mãos suas nádegas e comecei a lamber seu cuzinho, ela dizia que assim já era castigo demais, mandei-a calar a boca, que era minha puta e a castigaria todos os dias que quisesse foder uma vadia, ela gemeu mais ainda e pediu para eu foder o cuzinho.



Posicionei-me atrás daquele rabo empinado e coloquei a cabecinha no cuzinho, ela rebolava e gemia massageando o clitáris, brinquei bastante pondo e tirando sá a cabecinha deixando ela doida, e quando já não aguentava mais de tesão enfiei de uma vez sá sentindo minhas coxas batendo contras as dela.



Tia Cris gritou alto, gemendo de tesão me pedia pra comer gostoso, desferi alguns tapas fortes em sua bunda, dizendo que quem mandava ali era eu, puxei-a pelos cabelos cravando gostoso meu pau todinho nela, falava besteira no ouvido dela e bombava naquele rabo grande empinado.



Com a mão direita puxava seu cabelo e com a esquerda alternava entre seus seios, o clitáris e os tapas que dava em sua bunda, num ritmo intenso comecei a bombar, em pouco tempo sentir que minha tia se contraia e bambeava as pernas, então madei-a se virar e sentir o gosto do rabinho dela, ela caiu de boca sem pestanejar, mamou gostoso e me olhando com aquela cara de vagabunda, dei um tapa forte na cara dela chamando-a de vadia, ela disse pra eu gozar na cara da minha vadia e me masturbou forte, não aguentei de tesão e deixei escapar um jato de porra na cara dela, tia Cris continuo batendo forte até extrair a ultima gota possível do meu cacete e depois limpou tudo com um boquete sensacional.



Hoje eu tenho certeza de que meu tio é um grande corno, com o tempo entendi o motivo pelo qual minha tia agia dessa forma. Tia Cris acabou se tornando minha madrinha de casamento e ainda temos nossos encontros semanais. Sou um cara de sorte por ter uma família grande, cheia de tias e primas putas, ainda tenho várias metidas pra contar a vocês.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos erotico gozei como uma puta velhaConto nem acreditei mas tirei o cabacinho da menina.mulher pelada bombando p****** f****** com outro par pomba dela e eu conteicontos eróticos bem depravado de bem picantecontos eróticos mulheres da b***** grandehomem maduro contando porque deu o cuminha esposa transou com a molecada contosmeu maridinho gozar antes de penetra na buceta e o negrao me come contoconto erotico humilhei meu maridotransando a sobrinha em pleno sono profundocontos eroticos de torturaminha cadelinha zoofilia contoscontosconto erotico cachorro lambe pauconto ele me comeu pelo buraco da paredeContos porno minha namorada mi engañoContos eróticos de gay comi a bunda do meu tiocontos eroticos incesto cunhadacontos eróticos menina pequena dá o c* no pedágioporno contos boaputacontos porno de corno compartilha esposinha branquinha na viagem de onibus com negros hiper dotadoscontos de coroa com novinhoconto gozando no cu da gostosa de suplexnunca falei eu falei contos eróticoscontos erotico mayara piercingvideos mulheres negras coroas de absorvente internoxvideoporno com er maosminha namorada mimosa conto eroticorelato erotico corno viadinho dedo cucontos erotico encesto femino eu cgupo minha filha desde os 2 aninhisconto gay acordado pelo dotadocontos eroticos a crentinhacontos de menininhas sentando no colo de homenstravesti comendo mulher gorda cheia de pentelhocontos acampamento fudendo amigo namoradocontos de incestos e surubas com minha irma e minha mulher nudismo na piscinacontos eroticos cachorro cheirando minha rolaconto eróticos puta de salinasnovinha de 13com peitinhomeu intiado me come eu e a minha finlha contos eroticosnetinha alizada pornodoidoconto erotico como gravidez a minha tia seios gCont erot mulher da roçacontos eroticos com a velha vizinha cabeludaela engolia meu pau e colocava o dedo no meu cuconto erotico safadesa no cinema com travestiCarnaval cerveja mezanino nada conto eróticoempregada me masturbando nu contoscontos eroticos garotao passando bozeador na minha esposaas coroa metendo a casa do corpo da pulsoconto ele ficou sabendo do tamanho da bucetagordinha coxas grossa dando o cu para pal grosso de 22cmsubmetido a chantagem para ajuda o marido contos eroticocomi minha sogra todo mundo viaja so tinha eu e elacache:fqKHdRAEKq0J:studio-vodevil.ru/mobile/conto_27513_bebi-demais-e-virei-corno-na-praia.html contos erotico de mulher traindo marido n onibuscontos eroticosdecoroas casadas louca por bem dotadosconto erotico deixei a porta do banheiro aberta de proposito pro amigo do marido vêContos eroticos fudendo o cu da casadacomendo aenteada de cbelos cachiadosmama direito vadia csralhoContos eroticos sou madura vadia e filhoMeu nome é Suellen e essa aventura foi uma delícia.rnSempre nos demos bem, erámos vizinhos e amigos. Eu tinha 18 anos, ele 16. Nossas casas são práximas, tanto que a janela do quarto dele dava pra janela do meu quarto. Eu sempre gostei de provocá-lo,outro chupando os peitos da minha mulher. contosconto corno esporrada tadinhoHOMEN RABANDO OUTRO HOMEN NA AREIA DA PRAIA VIDEO GAYfazendo gozar mulher casada darlene contosconto erotico minha prima dedando meu pruquito a noitemenina na punheta contosSou casada mas bebi porro de outra cara contosFui na casa de meu colega joga videogame e me deparo com mae gostosaconto muro eroticohistoria erotica casadas puta dos negros no trabalhoConto puta fode com o vizinhocontos eroticos duplamente penetradoespiando a prima ce troca pornocontos a mulher policialcontos gay pegando casadohetero resolveu da a bundaconto erotico viadinho com shortinho e calcinha é estupraadoCunhada olhando o volume do cunhadocontoseroticos presidioConto minha patroa casada mim deucoroas enfieins pornoconto erotico gay coroa pirocudo do bar me levou pra casa dele e me arromboucontos tias putascontos filha foi pescar com pai e foi arrombada na barraca no escuroPasseio de lancha com um coroa conto erotico contos eróticos debaixo da varacontos eroticos cherei a calcinha da filha recem tirada e acabei comendo elaprimeira vez que comi meu amigocontos com a visnha casada escondido oaSou a boqueteirá da pica do vizinho contoseroticoscontos eroticos reais padreContos eroticos ela galou que ia chegar toda melada de porracontos eroticos namorado da minha mearromba todo diacontos/eu e minha mulher fomos assaltados e enrabadosgordinho tetudo conto eroticochupar mulher elaeleContos eroticos escussao com meu marido banco diferentecontos de mulheres casadas com travesti na cama