Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

LÉU E SEU "ANIVERSÁRIO DO PRAZER..."

Click to Download this video!

Léu; Esse era o apelido do jovem Leonardo Santana de Araújo, um jovem de classe média alta, morador da cidade de volta redonda no estado do Rio de Janeiro. Léu era um jovem normal, cursava o segundo ano do ensino médio, gostava de ir ao cinema, viajava, fazia musculação e natação e como todo jovem da sua idade, namorava bastante as meninas, principalmente da escola onde ele estudava. Leonardo pertencia a uma família tradicional da cidade, morava ele, sua mãe, seu pai e sua irmã mais nova em um apartamento de luxo em um bairro nobre da cidade. O final do ano chegara e junto com ele, as comemorações natalinas, o ano novo e por fim fevereiro chega mês onde Léu completaria 19 anos de idade e esperava ansiosamente pela maioridade, pois, ganharia um carro de presente do pai ao atingir a maioridade.



22 de fevereiro, data do aniversário de Léu, seu apartamento estava movimentado, vários amigos da família ligavam, os empregados estavam eufárico, pois, preparavam naquele dia uma grande festa de aniversário para ele.



A todo o momento chegavam encomendas de doces, salgados e outras coisas que sua mãe dona Vanda havia encomendado para a festa do filho.



Em certo momento a campainha toca, todos na casa estavam ocupados, Leu desce as escadas e vendo que ninguém havia para ir atender a porta, ele mesmo vai; ao abrir a porta, ele se depara com um senhor de cabelos grisalhos e um jovem de 19 anos que traziam o bolo que dona Vanda havia encomendado o rapaz que acompanhava o senhor, ligeiramente olha para Leonardo que fica um pouco desconcertado com o olhar penetrante e um pouco malicioso do jovem. Os entregadores são convidados a entrar para deixar o bolo na cozinha. Já na cozinha, O senhor que acompanhava o jovem entregador se lembra que esqueceu a nota do bolo no carro e resolve descer para pegá-la, Leonardo fica sozinho com aquele garoto na cozinha, Leonardo pergunta seu nome e ele diz que se chamava Ricardo.



Ricardo pede para ir ao banheiro e Leonardo o leva até o banheiro de visitantes e para sua surpresa, Tiana, a empregada da casa estava lavando o mesmo, ele se dirige até outro banheiro e se depara com ele ocupado, sem outra opção, pois, agora sá restava o banheiro do quarto de sua mãe e o seu, ele leva o jovem até seu banheiro.



Ao chegarem ao banheiro, Leonardo pede licença para entrar primeiro para retirar seus cadernos que ele havia deixado em cima da pia do banheiro, Leonardo entra, recolhe seus cadernos e ao ele virar-se para sair, Ricardo já estava dentro do banheiro urinando; Leonardo fica sem jeito, mas, acha normal, apesar os dois eram homens e isso não fazia a menor diferença, Ricardo olha uma foto afixada em um porta retrato em cima da pia e pergunta que era a moça muito bonita que estava na foto, Leonardo responde dizendo ser sua namorada, ele diz ser muito bonita a moça fala que acabara de terminar seu namora, porque sua ex- namorada era muito ciumenta e ele já não aguentara mais a crises de ciúmes dela.



Ricardo termina de urinar, e arruma seu árgão dentro de sua cueca preta, ele se insinua levemente e depois abotoa sua calça; Leonardo tenta sair do banheiro ao mesmo tempo em que Ricardo e os dois acabam se esbarrando na porta,



Leonardo acaba sentindo a pressão de Ricardo que o olha maliciosamente, porem, fica sem graça e acaba sentindo algo novo, diferente, os dois ficam colados um no outro por alguns segundos até que Ricardo sentindo a reciprocidade, o beija e o agarra.



Leonardo sem saber muito que fazer, cede ao ímpeto de avassalador de Ricardo e acaba entrando no clima, Leonardo, se afasta rapidamente, vai até a porta e a tranca, ele diz:- ta doido velho! Eu tenho namorada, meu negácio é mulher, Ricardo diz:- E daí eu também gosto, eu sá curto algo diferente de vez enquanto, Leonardo diz: - não sei não velho...



Ricardo se aproxima dele e começa a tirar sua roupa e a roupa dele, Leonardo acaba cedendo à beleza de Ricardo e o dois vão para a cama dele.



Em beijos ousados e em toques sublimes Leonardo sentia algo diferente, pois jamais pensou em beijar outro homem e naquele momento sentia o deslizar das mãos de Ricardo tocando em seu corpo másculo, sentia os lábios carnudos o fazer delirar de prazer e desejo carnal, algo que jamais sentiu.



Neste momento Ricardo caído sobre o corpo de Leonardo e tocando em seu rosto, eles se beijando loucamente, a sensação de prazer de ambos dominava aquela situação, porém o medo de alguém chegar fazia daquela cena algo ainda mais excitante.



Porem eles se entregavam, e em pouco instante Ricardo tinha em suas mãos o pau grosso do aniversariante, e logo ele caia de boa e demonstrava para aquele machão como era ser mamado por outro macho.



A boca de Ricardo deslizava naquela rola grande e grossa, sua língua dominava em uma mamada gostosa, em lábios a deslizar, a sentir o quanto o medo em um misto de prazer seria bom.



A sensação era de extremo prazer para Léu a ser mamado e acariciado naquela data especial, e ele sentia o gosto do prazer, sentia a língua daquele macho o chupar ate as bolas, sentia o tocar da pele e o ousar de um prazer.



Prazer, gozar, ousar, assim, Ricardo e Léu estavam naquela cama porem Léu queria realmente é saber como seria meter gostoso naquele garotão, e então ele o beijou, e o fez deitar-se de bruços naquela cama, logo o beijou, chupou sua orelha e em misto de entender ele começava a dedar o rabinho de Ricardo, começava a deslizar dedinho adentro, o fazendo gemer, seus dedos deslizava e conhecia cu adentro de seu parceiro.



Leonardo se entregava a sensação de prazer total, e com dois dedos afundados no anelzinho de Ricardo ele gemia, enquanto com a outra mão ele batia uma punheta em um prazer de lhe fazer suas.



Neste momento o presente de nosso menino seria entregue e Ricardo o manda meter gostoso, e em um ato de rapidez nosso garoto afundava sua pica no rabo dele.



Ricardo sentia a dor de ser atolado rapidamente, tenta impedir o afundar extremo daquela rola grossa, mais era inevitável, pois a dor e o prazer estavam misturados ao corpo dele.



Em sua nuca Ricardo sentia o beijar de Léu, sentia o começar de um vai e vem ousado, sua bundinha estava atolada a uma pica e ele começava a gostar de ser comido naquela situação ousada para ambos.



Léu também curtia comer um rabinho, curtia beijar na boca e sentir a pele do que antes era apenas dois machos e agora se tornava dois homens tendo uma relação sexual extrema, de prazer, suor e desejo.



Boca com boca, pele com pele e o movimentar do prazer, assim era dois machos, e apenas uma sensação, o esquecer da vida e se tornar o acasalamento do prazer, do gozar.



Léu metia gostosamente, ele respirava e em movimentos calmos fazia de Ricardo um objeto gostoso de prazer, fazia da boca dele lábios de desejo e se seu corpo brinde sexual.



Nossos meninos aprendiam e ao se beijar, ao se tocar ambos estavam sentindo o que talvez a vida ensinasse como preconceito, e agora ambos, naquela cama pelados, naquela situação transando e fazendo do sexo momentos sublimes do meter aprendiam que sexo, suor e prazer estava muito alem do preconceito.



Léu jamais sentia tamanho prazer, ele estava curtindo cada segundo daquela transa ousada e mística, estava sentindo o beijar, o deslizar dos lábios, o respirar forte e o anelzinho apertado e quente, onde sua rola escondida adentrava em um vai e vem.



Léu se entendia e via que meter em um cuzinho era algo gostoso e diferente, via em sua frente o que jamais imaginava em fazer, e ao meter, fazer sua pica afundarem um rabo de outro macho tinha a liberdade de talvez por minutos ser feliz.



Ricardo então aprendia o quanto gostoso era fazer de um outro garoto seu homem, o quanto o beijo e o toque pode ser diferente quanto a vontade de ambos, e assim ele agora de frango assado estava completo, se sentia feito uma putinha sendo atolada pelo cu.



Ambos respiravam forte e o meter lhes faziam, e naquela cena Ricardo tocava nos braços fortes daquele garoto, sentia o beijar enquanto sua mão deslizava aos músculos, deslizava ao desejo, a pele e ao corpo de Léu.



Com a pica adentro Léu, começava e meter mais e mais forte, sentia o quanto fazer um sexo de frango assado com outro macho era bom, e assim ele estocava cada centímetro de sua rola no rabo de Ricardo, ele metia fortemente, afundava pica adentro e Ricardo gemia, respirava e suava de prazer.



E assim, em poucos minutos em uma foda gostosa Ricardo o ouvia gemer alto e gozar dentro dele, sentia que Leonardo jorrava porra adentro, sentia que o corpo de ambos se tocava e o cair de Leonardo acima dele.



Ricardo o abraça e o beijava carinhosamente e recebia a porra gostosa cu a dentro,e assim ambos caiam em suor e beijar, ambos se entregava ao prazer de momento, ao desejo de instantes, de vida.



Nossos garotos se beijavam e Ricardo dizia:



-Foi uma delicia sentir você dentro de mim, sabia que desde que entrei naquela porta senti algo estranho.



Léu respondeu o beijando:



-Sim, eu também e notei seu jeito, porem sabe de uma coisa, amei esta transa com você, pois pra mim foi especial e



também muito diferente.



Ambos se beijam e o encontrar de dois corpos fazia de dois meninos, dois jovens independentes da classe, somente um, corpo a corpo, lábio com lábio, olhar fixo, prazer mutuo.



Independente da sensação de medo eles se entendiam, e mesmo em uma primeira transa, via que tudo começou pelo olhar naquele primeiro momento, e agora naquele quarto, naquela imensa casa estavam caídos, se tocando, se beijando e permitindo para o amar.



Léu e Ricardo, um encontro onde o prazer do sexo era apenas um detalhe, onde a vida.



Desta forma logo apás este novo descobrir ambos foram juntos tomar um delicioso banho, e então depois deste encontro ousado a festa foi muito boa e daí, novos encontros, novos conhecer marcaram o descobrir de uma vida que não era nova, mais diferente.



Leonardo naquela noite descobriu o quanto era prazeroso viver e também ganhou de seu pai um belo carro de presente.



Léu, não voltou com sua namorada, mais encontrou em Ricardo um novo jeito de namorar, uma nova formula de prazer e juntos passaram juntos a construir uma amizade de respeito, e um encontro sublime na cama e no dia a dia.



“Léu e Ricardo, um misturar de algo novo, mas a sensação de amor era antiga.”



Ass ThyAggo -



[email protected]



-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Agora estamos mais interativos



Acesse:



https:facebook.comescritorthyaggo



-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



ESTE CONTO É UMA AUTORIA DE FLÁVIO NUNES -



COM EDIÇÃO E ALTERAÇÕES DE - ThyAggo -



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Blog -



portalgayms.blogspot.com



portalgayms.blogspot.com



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


comeu uma gordinha no onibus em viagem contos eroticoscontossexotravestiso rendudo socando ni bundao enormeinsesto novinha tava bricano e fico engatada com cachorromeu pai fogoso contohome afuder mulher com penis mais grandeporno.pai.padado.jeu.nabuseta.dafilihameu amigo cumeu minha mae e minha irma.historias eroticasContos eróticos brincando de esconde esconde com o inocentecontos eroticos chifrecontos eroticos,virei escrava e puta do meu namoradocontos cu docerelato de donas de casa cavalacontos fofinha menina de dez anosme fuderam meu cu na ordenha contos contos eroticos de sao joaoContos eroticos gays sendo arrobados virgens empregada me masturbando nu contosxvidio mocinhagostosa dando a b***** pela metade de mim loucamentedei o cuzinho é fiquei arrombandocontos de incesto minha sobrinha veio passar dois dias comigodelirando com meus dedinhos contosestou comendo a mulher do amigo caminhoneiro na viajem contoscontos eroticos negao so comeu o cu da minha mulhercontos eroticos 148 cm de bunda .contos de incestos quebrei a pernasexo com madrasta do meu vizinho conto eroritocontos eróticos minha mulher tem sono pesadoconto erótico eu de calcinha shortinho e peruca e fui chantageadonegro dotado comendo a esposa do caminhoneiros contos eróticoscontos eroticos porno gay mijo amareloela gritou dizendo q seu cu tava doendo contosContos implando porra na bocaconto viadinhocontos eróticos punheta da primacontos eroticos boquete da cumadreconto erotico real esposa foi obrigadacontos eróticos n***************** e g******Enfiim chegou os 19aninhos sua loucacontos eróticos com mulatasno cu p nao ingravidar conto eroticocontos eróticos mulheres da b***** grandeMinha mulher gosta de mostra a buceta pros meus amigos ai eles comem Ela contos eroticoscoki a amiga da esposa contosmega gozada na boca contoscontos eroticos julinha priminha de menorcontos de sexo comi minha sogra vadia na frente da irma delacontos eróticos amadores com fotos de casais realizando fantasias de Megane masculinoeu e minha patroa praticamos zoofiliaContos de novinho chupando kct de caminhoneiroleitinho do padrinho contos gaycacetes grossos dentro da xota contoscontos de crossdresser me seduziucontos eróticos coni minha filha e seu amigo gaycontos encostando devagar calcinha enfiadaTreinamento de cachorros para zoofiliacontos gay meu filho gostosorelato do marido cornocontos de empregada da vizinhacontos casadas malandrasno hotel com meu filho contos de encestoContos-esporrei na comida da cegafodi a noite todinha filha virgem desenho hentaicontos eroticos carnaval sai de cuzao e shortinhoconto veridico gozada dentro xoxota recifecontos eroticos homem chupando pau pau sujo e bebendo mijocontos eróticos chantagem cunhadaContos eróticos com jeitinho tirei o cabaço do cuzinho da minha vizinhaconto erotico fodendo a michelecontos eroticos dei ao papai e fingi dormirMeu padrastro negro fodeu minha cona. Conto erótico heterossexual.afilhada carente contoodiava o marido da minha prima parte2 contos gayconto gay estupradocontos erodicos de cabrito macho fazendo sexo com gostosa zoolofiaconto viadinho dadeirocontos de lesbicas incestuisascasadas piranhudas e cornos submissosConto as primas na roçacontos eroticos meu alunoVai novimha maesexo contos deposito de porrabrinquei de cavalo com a minha prima e gosei nela