Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

SAGA INCESTO GAY 1 - MEU FILHO APRENDENDO A MAMAR

Click to Download this video!

Depois que minha mulher morreu, a casa pareceu mais grande, mais... vazia. Eu estava cansado e... excitado. Nessa hora, assim, no fim do dia, eu chegava em casa para ter sexo. E agora sá me restava a saudade e meu pau duro, sem nenhum consolo. Ah, mas como eu poderia ter esquecido? Minha mulher tinha me deixado um filho também. O Rafael era a cara da mãe. Quando eu via meu filho, era impossível não ver a mãe. Foi aí que eu pensei: “Por que não?” O que pode haver de mais visceral entre um pai e seu filho? Estava cansado de explicações. Não tinha o que justificar. Como eu disse, eu estava cansado e... excitado.



Fui direto pro quarto do Rafael. Estava sem camisa, com meus músculos e peito à mostra. Usava minha bermuda preferida, uma preta da Nike, sem cueca e com meu pau incrivelmente duro, saltando da bermuda. Fiquei ali, paradão, olhando o meu filhote. Ele estava deitado de costas, com a bunda empinadinha, tão sereno... Ele ia ser a minha putinha, daqui pra frente, decidi.



Acorda, Rafael, tenho uma coisa pra você! - disse, assim, meio ríspido, quase um grito.



O Rafael abriu os olhinhos, meio sonolento, ficou sentado na cama, me encarando, meio sem entender.

Pai? - ele balbuciou.



Foi então que ele reparou na bermuda.



Pai... Você tá com o pau duro...



Eu dei aquele sorriso canalha de homem. Um dia, eu ia ensinar esse sorriso pro meu filho. Tão inocente ainda... O que poderia haver de melhor que um filho e um pai, juntos? Pelo menos na primeira vez? Se não fosse comigo, não seria com um outro qualquer? “Agora que a sua mãe morreu, você vai ter que me servir, meu filhinho” - pensei.



Me aproximei da cama, em pé, com a minha bermuda quase na cara do meu filho. O Rafael me olhou de baixo pra cima... Aqueles olhos redondos e pequenos... Parecia um ser tão frágil e eu tão animal... O que me deixou ainda mais excitado.



Com a palma da mão aberta, segurei a cabeça dele e a encostei com força contra o meio das minhas pernas. A bermuda preta separava o rosto dele do meu pau pulsante.

O que você tá fazendo, pai? - ele disse, meio que se sufocando, babando na minha bermuda.



Agora você não tem mais mãe. Você vai fazer o que eu mandar.



Então, tirei minha rola pra fora. Cabeluda, cheio de nervos, a cabeça vermelha estourando com um pouco daquele lubrificante natural que sai da rola quando se está excitado... Ele ficou olhando meu pau, pasmo.



Que grande! - ele exclamou, usando as duas mãos para pegar meu pau.



Chupe como se fosse sorvete! - eu mandei.



Um pouco desconfiado, ele continuou admirando minha rola, um pequeno monstro na mente dele. Ele cheirou um pouquinho, quase encostando o nariz na cabeça do meu pau.



Gostou de cheirar a rola do pai? - ele pensou um pouquinho e fez que sim com a cabeça. Então, chupa que é ainda mais gostoso...



Ele fechou os olhos e continuou cheirando o meu pau...



Estava inebriado com meu cheiro de macho. Era um viado mesmo. Autêntico. Eu sempre soube. Na verdade, mesmo se a mãe dele estivesse viva, eu o comeria. Comeria sim. E dava de mamar todo dia. Leitinho do bom.



Forcei meu pau contra a cara dele, ia enfiar o pau no nariz dele, ele tossiu.



Chupa porra! Abra essa boca caralho!



Dei um safanão nele. Ele quase chorou, aquela menininha. Então abriu a boca, pôs a língua pra fora. Estava de olhos bem abertos, quando meti meu pau goela abaixo. Que boquinha apertada e geladinha, imagine o cú! A língua dele parecia em convulsão sorvendo o meu pau!



Ele engasgou com o tamanho da minha rola na sua boquinha... Tossiu e cuspiu no chão. Segurei a cara dele e disse, enérgico:



Rafael, não se cospe no chão! Cospe na minha rola e volte a mamar! O melhor sorvete do mundo!



Ele cuspiu no meu pau e mamou. Fiz ele lamber o chão, onde tinha cuspido pela primeira vez. Assim que eu iria ensiná-lo. A não desperdiçar nada que viesse de mim.



“Filhinho, não se cospe no chão... Sá na rola do pai!” Segurei o rosto dele e cuspi na boca dele.



Ele voltou a mamar e pegou gosto pela coisa.



Chupava com uma vontade louca. Ele tinha nascido pra chupar minha rola! Deveria ter feito isso com ele bem antes, se querem saber.



Lambeu até os meus pêlos! Ficou com a boca cheia de pentelhos... Delícia!



Por último, lambeu as minha bolas, enquanto eu batia uma. Mais pra frente, iria ensiná-lo a lamber minhas bolas e ao mesmo tempo, ele mesmo, bater uma punhetinha aqui pro paizão. O gozo veio e o leitinho foi todo pra boca dele. Ele ficou com um pouco de nojo, cuspiu no chão e eu o fiz engolir, lambendo o chão de novo.



Gostou de mamar? - eu perguntei, mas o Rafael não respondeu nada. Estava eufárico, ofegante.



A boca já tinha sido inaugurada. Boquinha de ouro, como dizem.



Levantei-o com os dois braços e dei-lhe um beijo de língua, ele ficou estático, absorvendo aquele choque. E gostou. Aquele linguão na boquinha dele... Senti um pouco o gosto da minha porra. Meu pau ficou duro de novo. Ah, moleque....



Era a vez de inaugurar o cú. Será que meu filho ia chorar?



Apertei as nádegas dele... Cuzinho fechado, virgem...



Foda-se o que digam. Isso é o que é felicidade.







CONTINUA EM: "SAGA INCESTO GAY 2 - A PRIMEIRA VEZ QUE DEI PRO MEU PAI" NÃO PERCAM!!!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


me masturbei vendo as calcinhas da vizinha no varalcontos eróticos: gostosa não resistiuconto sobrinho viadinho inicianteSo uso fio dental enfiado no cu.conto erotico femininosou pai e tenho uma tara pelo meu filhinho pequeno conto erotico proibido gaydado pro tio na fazenda, conto gayvidios pornu mulhe qUe gota de trasa vetida com fataziacontoseroticosbvconto erotico com o velho do asiloContos eroticos fui comido na locadora d videos pela travesti pauzudaconto de sexo com estrupo em família rasgei o cu de meu avô sem doconto erotico pai come nora e o filha veContos eroticos de podolatria com fotos desejando chupar pes de primas dormindo ou fingindocontos.eroticos.nota 10conto viúva fogosaminha primeira punhetacontos heroticos da imfanciapolicial etero chupando o pau do preso com muita chuva de porraContos eroticos roludo comendo a bundinha da loirinha gostosinhaConto estuprada pelo amigo do maridoconto erotico sou vadia e meu marido nem desconfiaver conto veridico minha baba abusado por minha babacontos aluguei minha mulhercontos eroticos gay acordado na noite pelo meu paicontos eróticos gays metroConto erotico uma princesa para um pedreiroContos porno minha esposa realizou meu sonhoeu so uma muher casada eu dei minha calcinha pro meu cunhado bater uma pensando em mimcontos/ morena com rabo fogosocontos eroticos cachorro cheirando minha rolacontos eroticos gay meu tio de dezessete me comeu dormindo quando eu tinha oito anosComo fazer a mulher se apaixonar pegando a calcinha delacontos eroticos joão deu a piça gg para eu e mamãe contos eróticos gays irmãospedrasto pintudo viadin de olhomeus sobrinhos conto erotico gaycontos eróticos gay taxista Santarém ParáMulheres que gostam de envertemos os papéis na cama pornosexe conto com foto enrAbei minha filia cravidacontos eroticos/o mecanico comeu minha mulher na minha frenteconto erotico cavalo poner rebenta as prega do cu da mocacontos a filhinha de fii dando p i papaiconto erotico na orgia com sogrocontos eroticos "quando viu o tamanho"putinha desde novinha contos eroticosxxx conto mais babado do incestoEu e mamãe fudendo com papai contoseroticoscontos eroticos de incesto mae massagista faz massagem no filho adultobucetao arombada de adivogada conto eroticoinquilino do meu esposo contos eroticocontosfudi a mae da minha mulherContos heroticos esposa quer muitas picasConto de putinha objeto de prazer para todos os machoscontos eroticos tava numa vontade danada de comer um cu e acabei dando o meucontos eróticos enormes nadegasme fode me arromba seu velho safadoconto erótico comendo o passivo de calcinhanoiva tarada melando o pau do. noivocontos eróticos entiada meu volumecontos fui ver o predio o porteiro me comeuContos eroticos minha esposa foi molhada e revelou seu peitos no churrasco de casacontos de incesto minha sobrinha veio passar dois dias comigocontos eroticos de meninas novinhas adolecentes transando com homens maduros e bem dotadoscomia mae contosconto erotico gay motoqueiro marrentiesbarrando na bunda da tia e rola sexoRelatos Eróticos Pastores Negros mais lidos minha prima me seduziunega gosta de fude degar gostosoContos de metidas nos cuzinhos inocentesConto erotico mãe no cinemadenis comeu minha irmã contos eróticoscomtos d primos d 30 cumemdo cusinho d priminhas d 15contos eroticos casado medico gordinhohomem fudendo o tenis enquanto come a mulher delenovinha peguei no pinto do cachorro relatosacordei com a pica no cu contominha sobrinha pediu para mim gozar na calcinha dela contos eróticoscontos eróticos insertos tiaContos Eroticos fudi amiga da tia choronacontos eroticos menina com banana no cuconto erotico beijei minha irma dentro do tremconto picante com colegagai bebendo porra de varios macho no cinema conto eroticocontos horoticos verdadeiras pelotasContos eroticos minha mulher nao resistiu o pau de meu amigocontos meu irmão e eu betinha vendo conto erotico minha mae chupava minha bucetianha deus de pequenamarido veda olho da esposa e genro tranza com elatroca troca no orfanato contos eróticos gaycontos traindo meu maridoatolando pau grosso nas.vellinhascontos eróticos em cima do carro