Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FODA NO ONIBUS

Click to Download this video!

Me chamo Lucas e tenho 19 anos. Sou loiro com cabelos compridos, alto, com o corpo definido e bronzeado pelas tardes na praia. Estou cursando o ensino médio de manhã. Ontem saí da escola e peguei o ônibus pra casa, como faço todos os dias. Mas essa viagem foi diferente.
Como não tinha lugar pra sentar, fiquei de pé do lado da roleta. No caminho, o ônibus foi enchendo, aí um cara que subiu, não encontrando outro lugar, ficou bem atrás de mim.
Tentei me afastar mas tinha muita gente em volta e não teve como evitar a encochada dele. Então deixei rolar. O safado gostou, porque sentí o pau dele endurecendo e ele ficava se esfregando em mim mesmo quando ônibus parava num ponto. Eu tava de moletom então dava pra sentir bem aquele pirocão duro apertado contra minha bunda. Fingí que não tava nem aí, mas no fundo eu tava mesmo era sentindo muito tesão com aquela coisa dura, volumosa e quente esfregando gostoso em mim.
O cobrador que estava quase de frente pra mim, percebeu o lançe e começou a me olhar com um sorrizinho malicioso. Não dei bola e fiquei olhando a rua pela janela, rebolando no pirocão duro daquele tarado atras de mim. Aí o ônibus começou a esvaziar, o desconhecido desceu e eu sentei num banco perto do cobrador, como se nada tivesse acontecido.
Ele continuava olhando pra mim sorrindo e apalpando sua rola por cima da calça. Eu fingindo que não dava atenção, mas observando ele cada vez com mais interesse. Era um mulato sarado, de olhos negros e brilhantes, um sorriso maravilhoso e aquele volume enorme no meio das pernas que ele ficava exibindo pra mim. Senti um arrepio na nuca. Meu pau ficou duro e dava pra ele ver nitidamente o volume no meu moletom que eu nem tentei disfarçar. Ele me olhava cheio de tesão e cumplicidade.
Passou o ponto que eu deveria descer e eu alí sentado olhando o movimento da rua pela janela, e pro cobrador que continuava sorrindo e agora piscava pra mim alisando seu pausão duro por cima da calça.
O ônibus foi esvaziando cada vez mais. Sá tinha eu e outros dois passageiros sentados la na frente.
O cobrador olhou em volta, abriu o ziper da calça e colocou o pau pra fora. Era lindo! Grande, grosso, cheio de veias saltadas e uma cabeça enorme, rosada, brilhante. Ele alisava aquela maravilha me olhando com cara de safado. Não resistí, sorrí e passei a lingua nos lábios.
O ônibus chegou no ponto final. Ele levantou e foi dizer alguma coisa pro motorista, que virou para tras olhando pra mim e sorriu tambem. Seguiu para uma garagem deserta ali perto, parou e desligou o motor. Então vieram os dois em minha direção me olhando cheios de malicia. Me arrepiei de tesão. O motorista era alto forte e musculoso com os braços peludos.
Eles não perderam tempo, foram tirando minha roupa me deixando peladinho dentro do ônibus. O cobrador colocou o pau pra fora e ainda estava duro. Me agarrou pelos cabelos e me fez ficar de joelhos na frente dele. Agora pude ver aquela maravilha de perto. Tinha uns 20cm, grosso, cabeçudo. Não pensei duas vezes, peguei aquele caralho tesudo, dei um beijinho na ponta fazendo uma carinha de safado, passei a lingua na glande e começei a chupar gulosamente.
Então o motorista abaixou sua calça e não acreditei. Seu pau era enorme. Devia ter uns 25cm e era muito grosso. Fiquei chupando e punhetando o pau dos dois, até que o cobrador me levantou, me colocou de quatro num banco e meteu a cara na minha bunda, beijando e lambendo meu cuzinho. O motorista se posicionou na minha frente e enterrou o pau na minha boca. Eu delirava me retorcendo de tesão rebolando naquela lingua nervosa enquanto chupava aquele pau delicioso.
O cobrador me passou gel lubrificante e começou a brincar com os dedos. Enfiou um, depois outro e ficou pondo e tirando. Quando meu cu estava alargado encostou o pau e foi empurrando devagar, com carinho até que a cabeça entrou. Me arrepiei todo de prazer e continuei chupando o pausão maravilhoso do motorista.
Ele ia fazendo movimentos vagarosos de vai e vem, enterrando cada vez mais aquela pica em mim e em pouco tempo sentí aquilo tudo enfiado até o talo. Seus pentelhos acariçiando minha bunda e suas bolas encostadas nas minhas coxas. Então ele me agarrou pela cintura e começou a meter com força. Eu gemia e rebolava que nem uma putinha sendo fodido pelos dois lados, gozando muito sem nem mesmo tocar meu pau que estava durinho roçando no banco do ônibus a cada estocada que eu levava. Até que senti o pau do cobrador enterrar mais fundo e esporrar jatos fartos dentro do meu cuzinho. No mesmo instante o motorista esporrou na minha boca, na minha cara e no meu peito. Eu tava meio tonto de prazer, ofegante, suado mas nem deu pra respirar. Eles trocaram de posição e agora o cobrador enfiou seu pau ainda melado de gozo na minha boca, e o motorista começou a meter aquele cacete enorme na minha bunda.
Apesar do meu cuzinho ja estar bem alargado e lubrificado pela foda anterior, doeu um pouco, mas a dor logo se transformou em prazer. Ele enfiou tudo e começou a bombar com força. Enterrava tudo depois voltava, quase tirando, mas socava toda aquela tora de novo até bater com as bolas na minha bundinha. Eu gozava muito, gritando de tesão. O motorista me abraçou por tras, esfregando o peito cabeludo nas minhas costas. Beijava e mordiscava minha orelha e meu pescoço me arranhando com sua barba e falando coisas obsenas no meu ouvido. Me chamava de putinha safada, dizia que eu era seu viadinho gostoso enquanto bombava com força aquele caralho enorme no meu cuzinho. Eu tremia de prazer e gozava loucamente gemendo alto e sem parar de chupar a rola do cobrador. E mais uma vez gozamos todos juntos.
Voltei pra casa, tomei um banho demorado e deitei na cama peladinho, adormeçendo de bruços com a bundinha empinada e o cuzinho ainda ardendo mas sentindo muito tesão daquela foda deliciosa.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto o sarado e a gordinhacontos eroticos sou casada a segunda orgia para meu maridocontos fodi menininha por docesconto erotico traindo o namoradocontos eróticos f****** a mineirinha s*****a primeira vez que comi meu amigoconto erotico foto mae que cu arrombado da senhoracontos eróticos eu putinha cavalamulhe chupa caserte do jegueconto erotico niseta bebadameu tio um coroa safado contoconto erotico meu irmozinho me suprendendo com a sua primeira gozada da sua vidaContos rolas cravadas .no cu cornosde santinha a putinha e um pulo contos eroticosCanto erotico homem fodendo vaca"Deflorada pelo titio parte i"ler contos eroticos incesto mae transa com filho e pai esta desconfiandoalisei vídeos alisando o papai dotado filhasninfetas lésbicas beijando o peitoral dos travestisminha filha fudendo com nosso impregados contosesbarrando na bunda da tia e rola sexoMe comeram ao lado do meu namoradogritei de dor contos eróticosenrabada pelo chefe contosmulher de amigo sexo contosReguinhocontosso contos de travesti dando o cu varias vezes ate ficar bem aronbado bem largo que cabe a mào dentromulher goza gostoso loucamente delirantevídeos pornô de avô sentando a netinha de sainha curtinha no colomamae levou meus amigos pra acampar contos eroticoscornosubmissocontoficou vixiada bo inxestowww.contos de incesto me viciei em deixar meu tio chupar minha bucetinha na minha infânciaconto eriicos eu e minha esposa passamos dos limitesconto minha tia tesuda peladaTennis zelenograd contoorgia sem pudor contosFizeram fila pra me arromba conto eroticohttps://idlestates.ru/conto_29032_espiada-no-natal.htmlcontos incestosna infância Contos eroticos : Aticei o porteiro e ele me pegou de jeitocontos eróticos na roça com minha maemulher casada vira p*** no baile do carnaval só transa com homem do p********* e grosso para vídeosas mulher freira depilando o priquito no conventoeu com 18 anos de idade eu era virgem da minha buceta e virgem do meu cu meu irmão ele tem 22 anos de idade no final de semana meus pais eles viajaram eu fiquei sozinha em casa com meu irmão a noite eu so de babydool eu entrei no seu quarto eu deitei na sua cama do lado dele meu irmão perguntou pra mim se eu queria perder minha virgindade da minha buceta com ele eu disse pra ele eu quero perder minha virgindade da minha buceta com você ele me deu um beijo na minha boca eu tirei meu babydool ele chupou meu peito ele disse pra mim sua buceta virgem raspadinha e linda ele começou a chupar minha buceta virgem eu gozei na boca dele ele disse pra mim pra eu chupar seu pau eu comecei a chupar seu pau ele foi metendo seu pau na minha buceta virgem que sangro ele começou a fuder minha buceta eu gemia no seu pau ele fundendo minha buceta eu gozei eu disse pra ele fode meu cu virgem conto eróticocontos picantes seduzindo o cunhado sem querercontos eróticos traindo o rexcontos eroticos gratis de aeromoca. bissexualcomi o cu da minha sogra linda e da filha elas gritavaContos de safadezas com o padrasto desde pequenaMeu nome é Suellen e essa aventura foi uma delícia.rnSempre nos demos bem, erámos vizinhos e amigos. Eu tinha 18 anos, ele 16. Nossas casas são práximas, tanto que a janela do quarto dele dava pra janela do meu quarto. Eu sempre gostei de provocá-lo,Transei com minha prima brincando de esconde escondecontos eroticos pai filha e genrocontos mulheres folgosas xingamdocontos eroticos o consertador de maquina de lavar comeu minha mulherve porno com viadinho reganhado escorreno porravideos bichobruto cavalo comendo égua contos eroticos de vizinhos afeminadosconto erotico resolvidoconto erotico emprestando a noivatenns gemeno e gritanocontos meu marido descobriu quando cheguei arrombadaestupro lesbica conto erotico 2018Garotos na puberdadi flagrados com seu priminhotrepo com a enteada dormindocontos sexuais de jessica no carrocontos escola sexo"anelzinho aberto" gay contoconto erótico ela me acordouele arreganhava minha bucetaContos encexto cm a tiacontos de cú de prima coroaEstourei o cu da crente na viagem contoscomendo a tia dormindo contos eroticoscontos eronticos sou crente mais minha buceta vivi picandoque cu mais apertado agora chora contocontos convenci ela a dar o cuzinhocantos erotico brincando de baralho com sobrinhavisinhalesbicacontos eroticos casada flagra seu vizinho batendo punhetaContos eroticos pai q criou a filha sozinha trepando cm a filinha virgemeu transei com uma travestiirmãfodeirma dormindoconto gay tirei o atraso do meu primocontos gay cunhado barracaestuprocontocontos eróticos com mulher alemoaarrombado; contos gayzoofilia gay extraordinárias bizarros