Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A CURA DO MEU SOLUÇO.

Eu fazia natação no último horário da academia. De vez em quando, faltava um aluno e ficavamos sá eu e o professor, Rogério. Eramos os últimos no vestiário e ele fechava o prédio. Nestas aulas, ele tirava a bermuda e nadava na raia do lado. Ele tem um corpo sarado e uma bunda musculosa, mas nada exagerado. Sempre me chamou a atenção a hora que ele tirava o shorts o volume grande naquela sunga. rnrnDesta vez, ele veio com uma sunga vermelha que dava pra ver que tentava apertar o que tinha ali. Ficamos nadando como sempre, ele na raia do lado e eu na minha. Era impossível não olhar a hora que ele ficava parado, entre uma volta e outra, parecia que ele estava nadando de pau duro. Meu pau começava a ficar duro também, mas eu continuava nadando. Parece que ele não percebia.rnrnAssim que deu o horário, fomos fazer um alongamento e eu deitei num banco do lado da piscina para alongar a perna. Nisso ele chega e fala:rnrn- Deixa que eu te ajudo nesse alongamento. - E levantou uma perna minha e colocou no hombro dele. Ele estava com um joelho no banco e a outra perna apoiada no chão. Aquela mala enorme dele ficou perto da minha. Quando dava eu espiava um pouco, parecia que ele tava com o pau meio duro. O meu também começou a ficar e envergonhado, tentei colocar o braço pra disfarçar, mas ele viu.rnrn- Olha, não precisa ficar com vergonha, é muito normal ficar com uma ereção quando ta usando sunga, eu fico varias vezes. - A minha sunga era mais larga e parecia uma barraca armada.rn- Ok...É difícil de disfarçar as vezes.rn- Eu entendo, a sua sunga é bem larga, aparece mais fácil de aparecer. Deu de alongamento por hoje!rnrnLa fomos nás pro chuveiro coletivo. Meu pau tão duro que tava doendo já. A minha sunga tava toda esticada. A dele estava um pouco atochada no cu, não sei porque. Tentei mudar de assunto:rnrn- Esse horário é bom que fica mais calmo né? rn- Fica mesmo, bem melhor dar aula assim. Você sá vem nesse horário?rn- É o melhor pra mim. Hic! Saio mais tarde do trabalho. Hic! Do contrário tem muito trânsito. Hic! Soluço de merda! Hic! - Pelo menos o soluço me distraiu de ficar olhando praquele saco enorme dele.rn- Olha, eu sei uma maneira de acabar com seu soluço, mas você vai precisar confiar em mim. rn- O que Hic! eu tenho que fazer? Hic!rn- Vem aqui, coloca a mão na parece e abre um pouco a perna assim. - Ele me colocou numa posição como se fosse um policial me revistando. rn- O que você vai fazer?? Hic!rn- Confia em mim! - E ele foi atrás de mim e se abaixou.rn- Cara, relaxa bem. Não fica noiado!rn- O que Hic! você ta fazendo!? Hic! rn- CONFIA EM MIM! - Achei melhor confiar. Eu não tinha nada a perder mesmo.rnrnEle puxou a minha sunga pro lado, cuspiu no meu cu e começou a massagear. Meu coração disparou na hora. rnrn- Respira bem fundo! - ele disse. E enfiou o dedo no meu cu com tudo!rn- Uoooooo!! Para com isso!!rn- Calma cara, tenta relaxar! - enquanto ele enfiava o dedo bem forte. Foi bem estranho, a sensação era que eu ia cagar na mão dele.rn- Relaxa e espera o desconforto passar. Vai no que eu to te falando. rnrnTentei relaxar e começou a passar a sensação ruim. A agua caindo nas minhas costas e ele levemente mexendo o dedo no meu cu começaram a dar uma sensação boa.rnrn- Ta melhor?rn- Acho que to mesmo. - Meu pau tava ficando duro de novo.rn- Vou tirar então.rn- Ok. - Ele tirou e vi que tinha passado o soluço. Mas meu pau tava duro que nem uma pedra de novo. rn- Valeu Rogério. Deu certo!rn- Viu como funciona! rn- É sim! - Nessa hora olhei meio sem graça pra baixo e vi o tamanho do meu volume. Minha jeba estava quase arrebentando a sunga de novo. Nisso o Rogério olha pra mim e fala:rnrn- Sua sunga é muito larga, eu tinha o mesmo problema e peguei esta mais apertada que uso hoje.rn- É verdade. Não é desconfortável?rn- Nem um pouco, quer provar? rn- Quero sim.rnrnComeçamos os dois a tirar a sunga e eu pude ver o caralho dele de perto. O pau dele estava ficando duro, parecia mais comprido que o meu, sá que o meu é bem mais grosso. Mas aquele volume todo vinha das bolas! Eram enormes! Quase do tamanho de um ovo!rnA gente trocou de sunga e eu comecei a colocar a dele. Tinhamos o corpo parecido. A sunga dele era mais apertada mesmo, meu pau tava muito duro, e mal coube. Assim que eu vi ele com a minha sunga, aquele volume gigante, eu não aguentei e comecei a gozar sem nem tocar no meu pau. Soltei um gemido alto e me segurei na parede. Saiu muita porra. Passou através da sunga dele e escorreu pelo lado da minha perna. Gozei pra caralho.rnrnAssim que passou, falei meio que envergonhado:rnrn- Rogério, desculpa mesmo, pode deixar que eu limpo - Ele me olhou assustado e com um sorriso no rosto falou:rn- Desencanda, cara, isso acontece. - Ele estava com o pau duro também! Quase saindo pela sunga que era minha.rn- Presta atenção nisso! - Ele abriu um pouco a perna contraiu a bunda e começou a fexionar o peitoral como que fazendo força. A respiração dele ficou ofegante ele começou a gemer. Trinta segundos depois ele solta um gemido alto, e sem tocar no práprio pau começa a gozar muito. Sai por todos os cantos da minha sunga e também escorre pela perna dele. rnrnNás dois demos risada e terminamos de tomar banho sem sunga. Pude ficar vendo o saco enorme dele e entendi de onde veio toda aquela porra. rnrnFomos para o vestiario e começamos a nos vestir, começamos a conversar de ciclismo e os melhores lugares pra praticar. Nisso, estavamos os dois de cueca e ele comentando:rnrn-...sempre pedalo aqui na serra Hic! porque é melhor. Hic! - Ele me olhou surpreso e rindo. Eu falei:rn- Passei meu soluço pra você! rn- Parece que foi mesmo! - Ele colocou uma perna em cima do banco do vestiario, empinou a bunda, enfiou a mão por trás na cueca cinza e sem cerimônia começou a enfiar o dedo no práprio cu. Eu já ficando com o pau duro dentro da minha cueca falei:rn- Realmente funciona isso que você fez, Rogério. Vou usar sempre que tiver soluço. rn- Funciona sim, Hic!. - falava em enquanto ficava enfiando o dedo no cu. rnDepois de um minuto ele ainda continuava soluçando e me pediu:rnrn- Preciso da sua ajuda Hic! um sá dedo pra mim não funciona Hic! às vezes. Preciso que você coloquei dois Hic! dedos. Hic!rn- Ok. - Me abaixei atrás dele puxei a cueca dele bem pro lado até as bolas enormes saltarem pra fora, dei uma cuspida e enfiei dois dedos. Ele deu um gemido.rnrn- Mais fundo cara Hic!, pode enfiar forte! Hic! - Fiquei ali enfiando o dedo no cu dele e admirando aquelas bolas grande balançando na minha frente. vi que o pau dele estava ficando duro dentro da cueca.rnrn- Acho que Hic! não está funcionando. Hic! Enfia mais um dedo Hic!, preciso algo mais largo. Hic! Ou então... - Antes de eu enfiar, ele lolha pra baixo e ve que meu pau está enorme e saindo pra fora da cueca. Ele olha no meu olho, confirma com a cabeça e fala:rnrn- Cospe bastante Hic!, seu pau parece Hic! bem grosso.rnrnEu abaixo a cueca, coloco uma camisinha e cuspo bastante o cu dele. Estou com tesão demais, ele fica de quatro no banco. Começo a enficar e ele começa a gemer. rnrn- Caralho, seu pau é grosso demais! Você tá me arregaçando!rn- Tiro?rn- Não, continua, vai tudo! - Eu enfio tudo e ele continua gemendo. Não sabia se era de dor ou prazer. Quando eu vejo, o pau dele está saindo pra fora da cueca e ele começa a gozar tudo no banco da academia. Nessa hora eu não me aguento e gozo dentro dele.rnrn- Acho que passou meu soluço. rn- Parece que sim. - Falamos os dois ofegantes.rnrnEu tiro pau do cu dele e vejo que estourou a ponta da camisinha.rnrn- Rogério, minha porra ficou toda dentro de você.rn- Não tem problema. - E coloca de volta a cueca e limpa o banco. Nisso vejo que atras na bunda dele está uma mancha de molhaodo.rnrn- Você sentou em algo molhado? - Ele abaixa a cueca até a metade da coxa e nás dois vemos aquele fio de porra minha pingando do cú dele.rn- Acho que a sua porra vai ficar saindo por um tempo ainda! - Nás dois damos risada.rnrnFechamos o vestiário e na saída ele comenta:rnrn- Até a quinta-feira a noite então!rn- Até mais, Rogério, quinta - feira estou de volta. Hic!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos comi minha mãecontos eroticos tava todos na praia eu vim buscar minha sogra que tava trabalhacomendo aenteada de cbelos cachiadoscorno leva mijada em casa contoscontos homem casado chupa picq homem casadocontos pornos irmas naturistasconto aos oito aninhos a filha da minha namorada sentou sem calcinha no meu paucontos enrabada no colegiocontos eroticos bv e virgindadecontos erotico-você fodendo muito meu cuzinhocontos perdendo a virgindade com o pedreiro e encanadordando banho cacula conto eroticos gayconto erótico "comeu meu marido "contos a pequena taradinhadeixei meu irmão exitado conto.incestomulher tem fetiche tama pirocada de travestimulhe sora no pau fudedocontos eroticos gays viagem de ferias para fazenda com dotadoContos erótico, eu e a filha Lauragreludas insaciável incesto contos a massagista negao contosvou castigar seu cuzinhoContos eroticos novinha virgem sendo arrebentada pela mulecadasmulher faz strip antes de comecar zofiliaseparei do meu marido e fui morar com minha irma conto eroticocontos eróticos sou casado fodi minha tiaconto: conheci um caralhoacademia eroticacontos eroticos,abusada pelo avoxupando u pau dos piao tudo no sexo gostosoConto erótico francine minha putacontos eroticos o entregador me fodeu na piscinaConto eritico cunhada safada peituda veiaCenoura com camisinha na prostata contosconto erotico em familiamoramoa no litoral eu e minha esposa e recebemos um primo dela para pasar um fim de semana conoscocontos com fotos no carnaval levei chifrecontos eróticos i****** ensinei meu filho aleijadocasa dos contos eróticos jogo seduçãocontos meu irmão e eu betinha vendo enteada dando abo contofamily sex 2 - contos eroticosContoS de casada no funkso contos de comendo a menina pobre da favelaProvoquei e foi arrombada porno conto Contos erotico loira casada filho do jardineiro negroTennis zelenograd contoconto erótico gay brincandoimagens de conto de homem macho transando com capoeirista machoconto erotico meu genro comeu meu rabo na marrabobinhacontosMeu oai meu primo e eu contos gayContos eróticos linguada safadocontos eróticos mancha branca no vestidoconvencimeu marido a ser cornocontos eróticos gays limpeza na pelechantagem com irma contoscontos completos quentes esfregando so pra judiar pedindo masContos eroticos casadinha muito apertadacontos eróticos com mulher alemoacontos de filhos chera causinhaso velho meteu o pau todinho eu gozei e disse eu casada contocontos papai passando bronzeador em mimcontos massagem na tiaconto erotico quando eu era menino um negao me comeuo despertar de.minha mulher por pretos contosconto ela apostou o cuzinho e perdeuconto erotico gay seduzindo o tio velho coroa grisalhodepois que o irmão ensinou ela a atividade a irmã da xoxota para o irmãoconto comeu casadoiniciando a filha da namorada contoso coroa. levantou. minha. saia. e. comeu. meu. cu conto. eroticofui comido pela hermafroditaencoxada bem arroxadaporno gay interracial com macaquinho gulosocontos eroticos fiz amor c minha mae na primeira vez que fui pra cama c elacontos eroticos comi a enfermeira no hospital