Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU DESPERTAR

Click to Download this video!

Meu despertar sexual aconteceu bem cedo, mas eu me sentia muito mal, sentia uma sensação de culpa, de estar fazendo coisa errada, hoje sei o que quero e superei essas bobagens de sentimento de culpa.

O que eu chamo de despertar foi assim: Eu tinha 19 anos, morava em Santana-SP, estudava de manhã e ficava a tarde inteira sázinha, era muito curiosa, vivia mexendo nas coisas do meu irmão (na época ele tinha 19 anos) e sempre achava revistas pornograficas.

Quando achava, meu coração batia forte, minhas pernas ficavam bambas e sentia um calor gostoso no meio das pernas, imediatamente eu corria pro meu quarto, tirava a calcinha e deitava de lado, enquanto eu virava as paginas, ficava massageando minha xaninha até gozar (eu não sabia o que era mas adorava). Depois ia pro banho e ficava brincando com uma tampa de um shampoo que era fina e comprida, enfiava e tirava na bundinha até gozar de novo. Eu não enfiava nada na bucetinha pq tinha medo, minha mãe me falava que não podia ficar mexendo ali.

Uma ocasião encontrei uma revista diferente das outras, tinha mulheres com cachorros, eu fiquei com as pernas tremulas. Tinha fotos de uma mulher fazendo de verdade com um cachorro, dava pra ver o pinto do cachorro dentro dela, isso mexeu muito comigo porque tinhamos um cachorro em casa, e pela primeira vez eu me dei conta que poderia fazer igual a revista, embora morresse de medo porque achava meu buraquinho muito pequeno para aquilo.

O cachorro era do meu pai, mas ele gostava muito de mim, pois eu que dava comida e banho nele. Era um vira-lata de medio porte, muito bonito de nome Nero, devia ter uns 2 anos.

Eu já tinha visto o Nero montar na perna do meu pai algumas vezes e meu pai tocava ele pra fora, agora eu já sabia o que era, e senti meu corpo mole de tesão, minha xaninha estava pegando fogo, queria fazer aquilo.

Como era 3:00 h da tarde, ficaria sázinha até as 7:00 h, com medo mas vencida pelo desejo, chamei o Nero pra dentro, tirei a saia e tranquei todas as portas, sentei no chão do meu quarto e chamei com o coração aos pulos.

Ele veio como sempre todo alegrinho, mas eu queria que fizesse comigo igual fazia com me pai, então colocava a perna embaixo dele, mas nada acontecia, ele vinha cheirava e lambia minha xaninha por cima da calcinha, puxei a calcinha para o lado e deixei ele lamber, foi uma sensação tão gostosa que nunca mais esqueci.

Já estava ficando desesperada quando de repente ele abraçou minha perna e começou a fazer aqueles movimentos, aquilo me levou a perder a noção de perigo, levei a mão até o pinto dele e comecei a pegar, estava duro e tinha uma pontinha vermelha pra fora da pele, eu mexia, apertava e ele empurrava pra frente.

Até hoje quando lembro molho a calcinha, sem pensar mais pois sá o tesão

importava, tirei a calcinha e fiquei de quatro, mas ele não montava em mim.

Eu estava maluca de vontade, queria sentir o negácio dele no meio das minhas pernas e na minha bunda.

Tanto insisti que acho que ele sentiu minha bundinha e abraçou meus quadris

com as patas e começou a fazer aqueles movimentos, eu senti um frio no estomago e uma sensação de calor percorreu todo meu corpo.

Eu não estava sentindo direito o pinto dele na minha bundinha, ele não acertava onde eu queria.

Então fui me abaixando, quando senti a ponta encostar em meu cuzinho senti um tesão tão delicioso como nunca tinha sentido antes.

Então fiquei curtindo em extase meu despertar sexual, pela primeira vez eu sentia um pinto de verdade cutucando meu cuzinho. As vezes ele escorregava e encaixava na minha xaninha, como tinha medo, arrumava e colocava de volta no cuzinho.

O tesão me impedia de entender, mas a ponta do pinto dele estava entrando e saindo do meu cuzinho...aquele entra e sai delicioso, ele empurrava e tirava muito rápido, eu não sentia dor, sá extase...então gozei pela primeira vez em um pinto...gemendo e soluçando... foi quando senti uma dor forte, assustada levei a mão para trás e senti uma coisa enorme, a ponta estava dentro do meu cuzinho que queimava e doia.

Fui com o corpo para frente e sai daquele pinto enorme e do abraço do Nero.

Assustada com a dor, dei uma bronca no Nero que deitou e ficou lambendo seu pinto enorme.

Meu susto foi passando a medida que reparava no tamanho do pinto dele, todo vermelho com uma bola atras.

Corri para o chuveiro, com uma sensação horrivel de culpa, de ter feito uma coisa errada e proibida, tomei um banho rápido preocupada que se chegasse alguem e visse o tamanho do pinto dele como eu explicaria.

Quando eu sai do banho, para meu alivio já tinha voltado ao normal, foi

ai que entendi como funcionava o pinto do cachorro.

Eu não conseguia esquecer o que tinha feito, e quando lembrava ficava tremula e muito excitada.

No mesmo dia comecei a planejar como eu faria para colocar o pinto dele inteiro no meu cuzinho antes de ficar grande, pois eu tinha certeza que depois de ficar grande eu não conseguiria.

Depois disso coloquei varios planos em ação, mas são outras histárias.

Depois de ler alguns relatos na internet, decidi compartilhar minhas

experiencias com outras mulheres que tiveram experiencias parecidas ou

ainda tem, sem medo nem preconceito.

Quem quiser compartilhar e trocar experiencias de forma adulta me

escreva: [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Meu primo caralhudo fodeu os meus cabacinhoscontos eroticos de urologista e pacientecontos eróticos incesto minha putinha dengosapeoes de rodeio batendo punheta escondidoconto estrupado pelo amigofui pego de calcinha pela minha irmacontos eróticos estruparam meu cuzinhocontos eróticos de upskirt em escoteiracontos eroticos casadas e pedreirosnoite maravilhosa com a cunhada casada contoscontos meu marido ajudou amigo dele me comersobrinho batendo punheta com as sadalia de salto da tia conto eroticoconto erotico mae zangadacontos eróticos de bebados e drogados gayschupei mas nao dei que pena contosconto erotico comi.a .mulher.do meu amigo.corinthianopadrinho comer afilhada cem pentelhocontos eroticos de tias coroas mijonascontos eroticos mãe gostosacontos eroticos papai 40 amigas i eu arrumaconto erótico cantada pesada na ruaConto erotico comendo gordinha durante colheita do cafécontos com amiga baixinha e gordinhaconto fetiche apanhando da namoradacontos eroticos virei puta de travecoconto erotico esposa hotelcontos eroticos sou viuva tenho um sobrinho novinhoCONTO EROTICO COMI A MADREcontos eróticos arma na cabeça do meu maridomulatas do bundao e pitos caido gostosa.viuva com fogo contos pornoa garotinha no meu colo contoPorno contos avo's maes lesbicas iniciando suas novinhas em orgiasfui violentada por um travesti que deixou minha buceta toda meladano cu p nao ingravidar conto eroticopassando a mao no grelhoconto de botei a minha irmã bem novinha pra chora com a pica grande no cu virgevídeo pornô de m*********** o c****** com aquele shortinho de dormir que já minha cunhada dividir a físicaquero filme pornô daqueles que a gente quando eles fala gente escuta gemendo abraçadosconto gaguei mas gostei de dar o cuFui corno e gostei muitoEspiando homem bulto tomar banho sem ele percebercontos de travecos comedorescontos eróticos minha prima foi dormir na minha casaxvideo defisieti da falafogosá taradacontos coroas minha chefecontos eroticos adoro um pau grandepapai depelando a bucseta da sua filinha em quanto dormia em fotos em quadrinhoshomen dotado arronba cu rapaz de programaconto pequeno titio queria agarrar os seio da mocamaisexo vidio de zoofilia com travestisproctologista me comeu gayerataogrande que ela pediu pra pararpornoex cunhada safada casada com presidiárioContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de primas timidascontos eroticos corno gayContos de safadesas desde pequenapornodoido pegou as duas amigas fudendo e entrou nafestacontos er passando em casacontos encoxaram mamaeconto marido convido amigo para engravidar mulhercontos depois de velha fui arrombadaContos-esporrei na comida da cegacontos eroticos transei pelo celularconto de chorei com a pica grande de um negao no meu cu virgemQuero ler contos homem fudendo meninha deficientemetendoo con vpontadi pornocontos eroticos com a diretora da escolafui chantagiada pelo meu amigo de trabalhoFesta da buceta em lagoa da prataContos eroticos podolatria no hospitalcontos eroticos com foto empregada rabuda baixinhaContos eróticos com fotos os amigos da vovó me fizeram de putinhacontos eroticos dominou toda a minha familiacomtos d primos d 30 cumemdo cusinho d priminhas d 15contos duas putinhas chorando na vara