Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CHUPEI DOIS CARAS NA RUA

Click to Download this video!

Eu fazia cursinho pré-vestibular à noite num lugar não muito distante da minha casa, por isso costumava ir a pé. Nesse trajeto,sempre passava na frente da casa de um cara gostoso, que costuma ficar conversando com os amigos na porta de casa. Eles eram muito gostosos e às vezes ficavam sem camisa, batendo papo. Descobri depois que um deles se chamava Vítor. 1, 80m, musculoso, branquinho e bonito. Outro amigo dele me chamava muito a atenção. Era um pouco mais alto que Vítor, era negro, malhado e muito gostoso também.

Quando eu passava por eles, sempre olhava-os demoradamente. Eles começaram a perceber, mas eu não me importava muito com isso. Uma noite, lá pelas 10h30, estavam sá os dois conversando. Eu voltava do cursinho e, de repente, começou a chover muito forte e eu tive que me abrigar perto deles, porque embaixo da casa funcionava uma lan house (a casa era no primeiro andar). E como tinha um espaço legal na frente da lan house, fiquei lá. Eu tava meio sem graça ali perto dos dois, mas a chuva não passava. Eu percebi que eles me olhavam e fiquei meio desconfiado deles. Nessa hora, não passava ninguém na rua, porque além de estar tarde, estava chovendo muito forte. Eles então começaram a puxar conversa comigo e enquanto falava, um deles (o negro) ficava mexendo no pau de vez em quando. Eu olhei rapidamente e percebi o volume na bermuda. Fiquei meio nervoso, porque tinha 19 anos, mas era inexperiente, sá tinha transado duas vezes.

Eles então resolveram ir direto ao assunto e perguntaram porque toda vez que eu passava ali ficava olhando pra eles. Fiquei mais sem graça ainda e menti, dizendo que era impressão deles. Eles nem ligaram pra o que disse. O negro disse, sem o menor pudor:

“- Eu sei do que você gosta. É disso aqui, né?”, disse, enquanto apertava o pau duro por cima da bermuda. Eu quis sair dali, porque não era assumido e nem queria que alguém descobrisse, o que poderia acontecer, porque perto dali morava muita gente que me conhecia. Meu coração acelerou. O tesão de ver aqueles dois caras gostosos, que faziam parte das minhas fantasias, se misturou com o medo de alguém me descobrir. Mas eu não tinha forças para sair correndo naquela chuva. Eles então se aproximaram mais e me deixaram contra a parede. Eu disse que não queria, mas eles insistiram. Um deles empurrou meus ombros para baixo, deixando minha cabeça na direção da bermuda deles. O negro tirou o pau da bermuda e mandou eu chupá-lo. Era um pau negro, de uns 20cm e grossura média, com uma cabeça vermelha. Eu abri a boca e me deliciei com aquele cacete gostoso, que tanto esteve nas minhas fantasias. Chupei bem gostoso, desci até as bolas, me concentrei na cabeça. Enquanto isso, o outro se masturbava de leve. O negão começou a foder minha boca com força, me chamando de putinha e viadinho. Eu adorava aquilo.

“- chupa, viadinho, eu sempre soube que você gostava era de pau. Hoje você vai tomar leite de macho na boquinha, seu safado” Eu apreciava cada segundo com aquele pau na boca, sugando a babinha que saia dele de vez em quando, e às vezes, engolia o pau dele todo. De repente, ele forçou o pau na minha boca com mais força e gozou abundantemente na minha garganta. Senti os jatos daquele leite quentinho na minha garganta e adorei o gosto do leite daquele macho.

Assim que o negão se afastou, o outro enfiou o pau na minha boca. Um pau branquinho, uns 19 cm, muito bonito. Eu mamei bem gostoso, ouvindo as putarias que ele falava, enquanto sentia minha língua quente acariciar aquele cacete gostoso. Ele começou a foder minha boca e eu senti que ele ia gozar. Mas ele queria encher minha cara de porra, como uma puta e disse: “- Vou gozar na sua cara, putinha.” Começou a se punhetar e de repente senti os jatos de leite quente daquele macho lindo e gostoso. Fiquei com a cara toda melada, mas adorei tudo. Me limpei com a camisa mesmo e fui pra casa, assim que a chuva ficou mais fraca.

Depois disso, teve outros lances, inclusive com os outros amigos deles. Mas isso eu conto depois.



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos de enteadacontos gay transformado em putacontos eroticos minha mulher apanhabucetudas com caralhudos/fotos e contoscontos de sobrinhas sem calcinha na igreja sentada no colo do tioprguei a tia na ciririca contosgozando na mão da menina - contos eroticoscontos de coroa com novinhoPorno contos avo's maes lesbicas iniciando suas novinhas em orgiascontos erótico comi minha amiga qusndo fui estudarcontos eróticos amor a primeira vista menina de 10contos eróticos menina de 25 anos 25 anos transando com cachorro com calcinha preta com as unhas vermelhasfiquei olhando o travesti encoxando meu marido no onibusao lado do meu marido masturbei um estranho no onibus.contos eroticoscontos eroticos de rafinha do mercado  Marilia e Juliana estavam mais uma vez fr ente a frente para uma dolorosa batalha. Ambas traziam nos corpos as marcas feitas pela outra em combates violentos e sangrentos. Marilia vestia tão somente uma minúscula tanga branca fio dental. Juliana uma  vidios mulheres pelada mais o amigo e diz a ele pra bater ponheta na boca dela e derama galacontos erotico troca de casais fiz um churrasco incestoconto erotico marido amarrado e eu sendo arrombadavesse o pau enorme de tro da gargantacontos e vidios padrinho gay e afilhado so enrrabadaMULHER COMENDO O HOMEN COM MAO TODAomcontos hot comeran minha buceta no pique-escondecontos eróticos violentada por um flanelinhapoi ve a folha fundedo com o primo dentro de casaContos eroticosencoxadas no onibuscontos eroticos congresso medicoadoro dormi de calsinhano cucontos de coroa com novinhocontos/meu primeiro broche e fodacontos eroticos gay casado domado pelo negaoconto comendo o casado de calcinhaconto de meu irmão comeu meu cu com uma grande pica e eu não aguentei de dorjapinha contoveroticoesposa safada liberando geral para o sogromulatas do bundao e pitos caido gostosa.conto de mulher transando com meninos novinhoscontos eroticos possuida por uma estranha gostosaeu sou de bauru sou casada e gosto de encoxadas nos onibus Vi minha namorada dando pra varios contos eroticosconto erotico niseta bebadacontos chupei o professor conto sexo dei de ladinho qietoconto erótico O Despertar de uma casadacontos eróticos - encoxada no elevadorinocente de mini saia contoPorn contos eroticos o mulato amigo doo filhoeu quero história comendo a minha vizinha e ela nem dá bolaContos erotico de casada saindo para a praiagay seduz senta no peniz amigo hetero carente videos porno contos eróticos comendo minha enteada dormindocontos eroticos cdconto erótico de corno chupador de arrombadacontos do seu jorge pegando uma casadinhagozaram em minha boca durante a viagemcontos eroticos boquete da cumadreconto fui com minha familia visitat vovo e um negro tirou meu cabaçocontos eróticos para ler a sogramuleque gosou por açidemte na xhota da novinhaaniversario da minha cunhada contoscontos eroticos tia marta morena coroa tenho bunda grandefutebol a bucetagrande sa cunhadacontoseroticossandycontos eróticos meu c**** aceitoucontos eroticos de cdzinhaconto erótico dei pro Negrão pauggcontos eroticos de fui fudido junto com minha mulhercontos pisando na cara e comendo cucontos gays seu tiaocontos "olha como * meu cuzinho"conto erótico de pai fazendo o filho gay patinhaContos eroticos engravideiContos eroticos chupando peito casais amigos