Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

CHUPEI DOIS CARAS NA RUA

Click to Download this video!

Eu fazia cursinho pré-vestibular à noite num lugar não muito distante da minha casa, por isso costumava ir a pé. Nesse trajeto,sempre passava na frente da casa de um cara gostoso, que costuma ficar conversando com os amigos na porta de casa. Eles eram muito gostosos e às vezes ficavam sem camisa, batendo papo. Descobri depois que um deles se chamava Vítor. 1, 80m, musculoso, branquinho e bonito. Outro amigo dele me chamava muito a atenção. Era um pouco mais alto que Vítor, era negro, malhado e muito gostoso também.

Quando eu passava por eles, sempre olhava-os demoradamente. Eles começaram a perceber, mas eu não me importava muito com isso. Uma noite, lá pelas 10h30, estavam sá os dois conversando. Eu voltava do cursinho e, de repente, começou a chover muito forte e eu tive que me abrigar perto deles, porque embaixo da casa funcionava uma lan house (a casa era no primeiro andar). E como tinha um espaço legal na frente da lan house, fiquei lá. Eu tava meio sem graça ali perto dos dois, mas a chuva não passava. Eu percebi que eles me olhavam e fiquei meio desconfiado deles. Nessa hora, não passava ninguém na rua, porque além de estar tarde, estava chovendo muito forte. Eles então começaram a puxar conversa comigo e enquanto falava, um deles (o negro) ficava mexendo no pau de vez em quando. Eu olhei rapidamente e percebi o volume na bermuda. Fiquei meio nervoso, porque tinha 19 anos, mas era inexperiente, sá tinha transado duas vezes.

Eles então resolveram ir direto ao assunto e perguntaram porque toda vez que eu passava ali ficava olhando pra eles. Fiquei mais sem graça ainda e menti, dizendo que era impressão deles. Eles nem ligaram pra o que disse. O negro disse, sem o menor pudor:

“- Eu sei do que você gosta. É disso aqui, né?”, disse, enquanto apertava o pau duro por cima da bermuda. Eu quis sair dali, porque não era assumido e nem queria que alguém descobrisse, o que poderia acontecer, porque perto dali morava muita gente que me conhecia. Meu coração acelerou. O tesão de ver aqueles dois caras gostosos, que faziam parte das minhas fantasias, se misturou com o medo de alguém me descobrir. Mas eu não tinha forças para sair correndo naquela chuva. Eles então se aproximaram mais e me deixaram contra a parede. Eu disse que não queria, mas eles insistiram. Um deles empurrou meus ombros para baixo, deixando minha cabeça na direção da bermuda deles. O negro tirou o pau da bermuda e mandou eu chupá-lo. Era um pau negro, de uns 20cm e grossura média, com uma cabeça vermelha. Eu abri a boca e me deliciei com aquele cacete gostoso, que tanto esteve nas minhas fantasias. Chupei bem gostoso, desci até as bolas, me concentrei na cabeça. Enquanto isso, o outro se masturbava de leve. O negão começou a foder minha boca com força, me chamando de putinha e viadinho. Eu adorava aquilo.

“- chupa, viadinho, eu sempre soube que você gostava era de pau. Hoje você vai tomar leite de macho na boquinha, seu safado” Eu apreciava cada segundo com aquele pau na boca, sugando a babinha que saia dele de vez em quando, e às vezes, engolia o pau dele todo. De repente, ele forçou o pau na minha boca com mais força e gozou abundantemente na minha garganta. Senti os jatos daquele leite quentinho na minha garganta e adorei o gosto do leite daquele macho.

Assim que o negão se afastou, o outro enfiou o pau na minha boca. Um pau branquinho, uns 19 cm, muito bonito. Eu mamei bem gostoso, ouvindo as putarias que ele falava, enquanto sentia minha língua quente acariciar aquele cacete gostoso. Ele começou a foder minha boca e eu senti que ele ia gozar. Mas ele queria encher minha cara de porra, como uma puta e disse: “- Vou gozar na sua cara, putinha.” Começou a se punhetar e de repente senti os jatos de leite quente daquele macho lindo e gostoso. Fiquei com a cara toda melada, mas adorei tudo. Me limpei com a camisa mesmo e fui pra casa, assim que a chuva ficou mais fraca.

Depois disso, teve outros lances, inclusive com os outros amigos deles. Mas isso eu conto depois.



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos de incestos e orgias com minha cunhada gravida minha irma nudistascontos eróticos de bebados e drogados gayscontos eroticos com objetosfilha de diplomatas contoconto erotico minha mulher no assaltoconto eroticos segredo de homens casadomamae titia meu primo e eu na praia de nudismo contos eroticoscontos eroticos timidas coroasConto de muitos machos para uma puta depravadaconto minha esposa devoradora de garotinhosmeu pai adora ser puta na camaconto eroticoaventuras com travesti Portugal contoconto erotico da desvirginadacontos.porno fui dar banho na minha filhinha e acabei enfiando o sabonte no cuzinho delaconto erotico mae,filha e fazendacontos eroticos gays atiçei meu tioquero ver duas mocinhas branquinhas estragando a bucetinha na outrapôrno pima maveliameterola com menor idadetitio pedia q eu sentasse no seu colo e fazia cariciasesposa e a cenoura contoFilmei minha chupando estranhos na porta do carrodeixa eu ver seu peitinho contosporno contosesposa deu cu estranhomeu vizinho casado me comeu mestruad contoaCercada por varios contos eroticosa primeira f*** com travestifreira sedutora conto eroticovidios novinhas dos mamilps diros pontudoscontos eroticos adolecentes brincando de esconder comessaram a dedar meu cu nao demorou e me comeramconto porno tempos de senzala gayno onibus de excursao sem calcinhaContos gay se beijando com esporra de outromeu noivo me preparo uma despedida de solteira conto eróticosconto erotico calcinha no varalConto erotico sou madura greludaonde e passado a vasilinia?contos fragei meu amigo dotado e minha esposacontos eroticos gays come meu pai bebado mais o meu amigoxvideos preneditadoconto erotico incesto sonifero filhaContos eroticos seios devorados mordidosvemo espoza chupamo autro mo carmaval xxvidiocontos eroticos eu gravida com vontade.di fuferconto de sexo um garoto ficava esperado uma coroa passa na rua eu fico de pica duraimagens de conto de homem macho transando com pai negro machoconto erotico travesti passeano na pracaporno grades com minha prima de ragericontos eroticoscalcinha algodaoconto erotico dando minha bucetinha pro enfeemeiro da minha amigame amarro nos peitos delaconto erotico incesto sonifero filhavoyeur de esposa conto eroticonegão mandou a rola com força no rabo da novinha se usa na cintura e não deixou escaparcontos eroticos dando cu pro filhocontos eróticos 2 meninos comeu minha mulherConto erotico uma boa noite cinderelaContos eroticos emprrsarios dupla rconto de sexo explícito pai sangue a bêbadaPono muto leite mateno e pau doro molhado de leite de peitocontos eroticos brincadeira na adolecenciaconto estou apaixonado pelo meu sogrocanto erotico levei rola do meu amigocontos eróticos namorada safadacontos mostrando o piru para a vizinhaférias na praia com minha filha parte 2 contos eróticosContos enfiei o dedo no cu do meu marido ma frente do meu amanteconto de mulheres que trazam com cavalo no curalsexe conto com foto meo marido mando papai mi enrabaas gostosas passando bronzeador no seu corpinho nadacontos eroticos depois daquela pica a buceta da minha esposa nunca mais foi a mesmaContos erotico comendo meu cachorroSobrinhas do prazer contosconto erotico de assaltocontos aluguei minha mulherrelato erotifo meu filho gosa muto nas minhas calcinhascontos eroticos de madame cm entregadocontos dei a xana pro caseiroamanda boquete contosbisexual contoscorno chupa caralho contoscontos filha se fode pra aguentar a geba do pai no cumomento papo de mÃe pornoacabei comendo meu amigoa menina contos eroticominha tia crente viuva contoscontos gays sendo o viadinhos dos adultos que me humilhavam