Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

LAVANDO O CARRO

Essa histária aconteceu em um sábado quente. Meus pais estavam prontos para irem ao supermercado e na volta passariam na casa de uns amigos. Antes de sair, meu pai pediu para que eu aproveitasse o dia e lavasse o carro que iria ficar (nás temos dois carros).Concordei desde que meu irmãozinho fosse junto com eles, assim não teria ninguém para me incomodar. Meu pai aceitou e disse que iriam demorar. Ao sairem comecei a pegar o que eu precisaria quando a minha amiga (Catarina) chegou de surpresa. Pedi que se sentasse e expliquei que estava prestes a lavar o carro. Então pedi um minuto a ela e fui me trocar. Quando voltei estava com um micro short e um tope tão pequeno que nem se podia considerar como roupa. Pude ver no semblante de Catarina que ela havia ficado disnumbrada com o meu corpo. Tentei disfarçar, pois nunca havia tido nenhuma experiência com mulheres antes, então enquanto lavava o carro conversava sobre outros assuntos. Como ela estava sentada no degrau da porta, ela ficava com uma visão panoramica da minha bunda, que dalí a poucos instantes estaria na boca dela. Toda a vez que eu precisava me abaixar eu sentia aqueles olhos gulosos me perseguindo. As vezes, enquato eu abria e manuseava a mangueira, alguns pingos de aguá com terra a atingiam, então eu pedia desculpas e dizia que depois que eu terminasse ela poderia se lavar. Então quando eu terminei de lavor o carro, convidei para que ela entrasse no banheiro e se sentasse para conversarmos enquanto eu tomava um banho e depois ela tomaria um banho. Quando tirei minha roupa vi os olhos dela insinuantes brilharem e minha boca enchei de água, mais tive medo e vergonha e fingi que nada estava acontecendo. Entri rapidamente no box, quando percebi ela entrando tambem. Me assustei um pouco mais logo em seguida estava toda molhadinha em ver aqueles peitos apetitosos na minha frente. Ela pediu parra que eu virasse de costas para me ensaboar. Sentia as maos dela nas minhas costas e a minha bucetinha ficava cada vez mais lubrificada, então abri as pernas. Ela deixou a água escorrer aonde estava o sabão e começou a beijar as minhas costas e a minha nunca. Comecei a gemer sá de imaginar o que viria depois. Então virei e ela me beijou como se ouvesse esperado anos por aquele momento. Então aquela boquinha safada foi deslisando pelo meu pescoço a procura dos meis peitos, que quando achados, foram chupados com voracidade. Ela lambia eles e dava pequenas e delicadas mordidinhas nos bicos, o que me deixava com cada vez mais tesão. Então ela foi escorregando aqueles lábios engenhosos pela minha barriga e a minha sensação era de cada vez mais prazer. A essa altura eu já estava implorando para que ela enfiasse aquela língua gostosa todinha na ninha xoxota, mais ela ainda me castigou por alguns minutos, passando a lamber minhas pernas e minhas coxas, as quais ela disse ter ficado muito sensuais no shortinho. Então apás alguns minitos de expectativa ela pedui para que eu desligasse o chuveiro, virasse novamente de costas e ficasse de quatro. Prontamente atendi e pude sentir aque língua maravilhosa percorrendo todo o meu cú. Ela o lambia com vorcidade, e quanto mais ela lambia, mais eu queria que ela lambesse.Ao mesmo tempo ela acariciava minha xaninha com aquelas mãos macias o que fazia com que eu gemesse cada vez mais de tanto prazer. Seus dedos tocavam o meu grelinho e o acariciava numa forma indescritivel de prazer. Ela continuava lambendo o meu cú quando enfiou o 1ª dedo bem no fundo da minha buceta. Eu gemia e implorava para não parar. Então ela enfiou outro e eu rebolava sobre aquela mão safada. Quando ela enfiou o terceiro gozei pela primeira vez. Apás alguns minutos ela pediu que eu virasse de frente. Então me beijou novamente e dislisou até a minha xaninha. Começou a lamber de uma forma que menhum homem jamais havia lambido. Aquela língua passava por cada cantinho do grandes e dos pequequenos lábios da minha buceta, e eu gemia cada vez mais alta. A língua dela subia e decia e era delicioso. Ela fazia movientos de sobe e desce, movimentos circulares, horas rápidos e horas devagarinho e parecia que ela não queria mais parar, o que eu estava adorando. Minha xoxota estava coberta com a saliva daquela boca gulosa, quando ela pediu que eu a chamasse de vadia, e foi o que eu fiz e que que ela é... uma deliciosa vadia chupadora de buceta da melhor qualidade. Aquela putinha estava me levando a loucura. Quanto eu mais a chingava mais ela me lambia como forma de agradecimento. Pude ver novamente os olhos dela brilharem quando a chamei de cadela lambedoura, e ela me retribuiu com uma leve puxadinha com os dentes no meu grelinho o que me deixou mais ainda lubrificada. De repente ela parou e se levantou para apanhar alguma coisa. Fiquei na expectativa em ver o que era, quando me surpreendi: ela arrandou o Chuveirinho (aquela mangueirinha que é acoplada no chuveiro) e a doboru em duas. Voltou a me chupar e daí enfiou aquela mangueirinha dobrada no meu cuzinho. Minha bucetinha estava toda lambidinha quando senti que novamente iria gozar. Era exatamente o que aquela biscatinha queria de mim: que eu gozasse gostoso na boca dela. Então gozeu com tanta vontade que jamais pude me esquecer. Logo apás terminamos o banho e fomos para o meu quarto. Para se vestir... bem, não exatamente...para mais sexo, o que vou ontinuar contando em outra oportunidade.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos sadomasoquismo algemada no posto de gasolinacontos erótico ele derrubou com a esposa juntoacordei com meu cuzinho todo melado contos gaycache:HVsxZOrs15AJ:http://okinawa-ufa.ru/m/conto_12619_quando-eu-dei-pela-primeira-vez.html+"dei pela primeira"contos lesbicos de carceleirapor que quando eu falei pro o meu amigo que eu vou ibora comcamionero ele em cheu ohlo de aguaComtos namorado ve namorada ser fodida pelo irmao delaContos minha mulher mandando eu engolir porraprima perguntou se eu era virgemcontos eroticos sou casada dando para dois garotos parte 2enrabado na cadeia contosamigo de infancia negro e roludo dominou a minha esposa novinha e a mim...virei chifrudo e viado contosmullber mostrando cabasinhoMinha mulher voltou bebada e sem calcinha em casa contosno hotel eu tirei a virgindade da buceta da minha prima conto eróticoconto meu cu te amo grossconto erotico emprestando a noivacontos mulher que coloca silicone no seiocontos gays de incesto org.com-pai maduro e filho menino veadinhocontos eroticos aprendendo a fazer meu primeiro boquete com meu padrinho velhomeu corpo que era devastado pelo seu pau ainda duro contos eróticos foda louca na empregada até o orgasmoporno doido mulher durmindo com abumdas pra foramorando sozinho com irman gostosa contoputinha desde novinha contos eroticosconto erotico com coroa empregadaporno bundas muitissimo leve ou seja molecontos de costureira carenteVou contar como transei com a visinhacontos forçada a ser a puta da empresaminha sogra e sua irma delirando com minha pica no rabo contos eroticoszoofilia cavalo violentos o dedãocontos de sexo no bar aii meti vai o tesão falou mais alto e fui corno a minha primeira vez com sexo canino contosirmatezudavidiod etoticos madrata dominando a esteadaconto erotico encoxada vizinhocontos velhas que traem maridoscontos eroticos gay mentalmeu sobrinho menor conto eróticomeninas nova levando pica dormindo e gemendo altocontos eroticos gratis de virei a putinha da minha sogra lesbicaconto amador minha mulher viu o tamanho do cassete do cunhadocontos eroticos engravidei uma novinha faveladacontos minha esposa e choronaContos eróticos mães com a buceta peluda e cheiro fortecontos eroticos comendo cu da amiga e da mae delacontos eroticos mulhe da buceta gulosacontos eroticos gay inrustido com montacomi minha irman dos pezinhos lindos contos eroticosbucrtinas novinhasconto erotico fedorentaTatuagem na xoxota contoscomi o cuzinho do vizinho novinho contos heroicoscontoerotico sou postituta adoro safadeza na familiacontoseroticosdecalcinhaSou casada eu e minhas filhas sendo fodidas contoa japa do setio deu cu contos eroticos 2018priminha cospido leitinho do paurelatos de encoxada develhos no tremContos eroticos o homem da oficina deixa eu ver o pau deleConto erotico agachamento no pauhttp://googleweblight.com/?lite_url=http://okinawa-ufa.ru/m/conto_15870_passando-as-ferias.html&ei=bgqnDUSn&lc=pt-BR&s=1&m=438&host=www.google.com.ar&f=1&gl=ar&q=Cherei+cocaina+e+dei+o+cu&ts=1487814662&sig=AJsQQ1Bemzq3_O_w9-hLtHRrssFP6FcBcQmeu tio me pegou me masturbando contoscontos eroticos noivas.boqueterasconto do tarado que se fazia de bonzinho para comer as meninascontos eróticos rosto todo gozadoO velho asqueroso quebrou meu cabaço e eu gozeiperdi a virgindade com meu irmão bêbado conto eróticoContos internauta quer comer meu cuContos: namorada safadaXVídeos contos eróticos narrado João cavalo e sua mãe na fazenda contos eróticossou hetero mas ja paguei um boquete e gostei muitogozei nquanto ela dormiarelato esposa safada na fazendacontos eróticos gay com monstroscontos eróticos gozando pelo cucontos eroticos chantagemcontos de putaria em familiacomi a baba confesso contoconto erotico de colega saradao do meu padrasto mim comeuCONTOS EROTICOS_COMI A SOGRA BOCETUDA