Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA CUNHADA SACANA E LOUCA DE TEZÃO

Click to Download this video!

MINHA CUNHADA SACANA E LOUCA DE TEZÃO.





Imaginem minha situação. Tenho uma cunhadona que é um “avião”, morena alta, quase um metro e noventa de altura, bunda larga, cabelos pretos, cumpridos, bocarra grande e sensual, lábios carnudos, seios grandes e volumosos, sá tendo apenas um pequeno “defeito”, é casada. Ela, todos sabem que não é muito bem casada, nota-se claramente em seu semblante pela sua tristeza quando vê outros casais felizes.Comentam-se muito que seu marido não corresponde aos anseios sexuais daquela fêmea carente.

Ela já foi flagrada por mim, quando me observava abraçado e beijando minha mulher, daí percebi que ela estava acariciando sua bucetona, como se estivesse me implorando para fudê-la. Ela tem um jeitão de puta, de mulher vadia, que gostaria de ser enrrabada por três machos ou seja, dois trepando consigo e ela chupando o outro.A danada gostaria de me dar o cuzinho, de chupar meu pau, disso eu tenho plena certeza, mas ela tem medo de sua irmã descobrir e acabar separando-se de mim. Tentei algumas vezes, mas não deu certo, mas já a vi nua um par de oportunidades, inclusive atualmente estamos se nos falarmos em razão de ciúmes dela, porém se surgir uma oportunidade, vou comê-la sim. Ela é uma cachorrona que inclusive, alguns amigos me afirmaram que ela supostamente faz uso de um vibrador, nas ausências do seu marido.

Ontem mesmo, tive o seguinte sonho com ela, que servirá de aperitivo e dica para eu comer aquela potranca.

Estava eu, na beira de um riacho, sentado, presenciando as límpidas águas daquele paraíso, era uma manhã de domingo, na fazenda de meus sogros que naquele dia juntamente com minha esposa, foram visitar um vizinho que estava doente. Fiquei na fazenda, e também minha cunhada que estava fazendo as tarefas de casa. De repente levei um susto, pois alguém havia jogado uma pedrinha na água do riacho, quando olhei para trás era minha cunhadona sorridente, trajando um mini-short branco, todo cavado, enfiado no seu rabão em sua parte frontal que dava claramente para ver a divisa de sua buceta, uma cena que dava um tezão enorme.Sua blusinha apertada mostrava aquele par de seios enormes e volumosos, sem o uso do sutien.

- Se assustou hein medroso! Ela me disse.

- Você está louca, o que veio fazer aqui? Perguntei-lhe.

Ela se mostrou indiferente, dizendo-me que não estava nem ai, que seus pais e minha mulher estavam ausentes, não sabendo a hora de retorno, que ela teria vindo me ver tomar banho.

- Ta com medo cunhadinho?

- Nem parece aquele que ontem a noite estava comendo minha irmã!

Eu a disse que não lhe dava o direito e a liberdade para tanto e se ela insistisse com aquele papo, eu contaria para sua irmã.

- Imagine você falar isso pra ela, não tens coragem e se tentar falar eu digo a ela que você estava me espiando tomar banho.

Fui ficando irritado e ao mesmo tempo, achando a conversa excitante, onde ela me apalpava, me dando tapinhas, tipo me pirraçando me chamando de medroso. Eu lhe falei sobre seu marido, ela foi taxativa:

- Pelo que ouço minha irmã gemer e chorar, seu pauzão deve ser bem maior do que o do meu marido.

Foi quando ela tirou sua blusa deixou aqueles peitões expostos, eu me esquivei, acabei escorregando caindo no chão, quando ela passou os mesmos em minha cara. Nunca vi nada igual, durinhos e sensuais. Ela pisou com um pé em meu peito e tirou o shortinho, ficando apenas de calcinha preta. “Uma mulheraça”, uma coisa que nunca tinha visto antes. Meu corpo tremia, estava diante de uma das coisas mais tezudas do mundo e o desejo louco me invadia a cada instante, meu coração estava a bater mais forte meu pau pulsava com bastante intensidade.Em seguida ela tirou a calcinha e arremessou a mesma no meu rosto, abaixou-se e esfregava em mim, senti o cheiro daquela buceta como nenhuma outra; momento em que a puta pulou totalmente nua dentro do rio, fiz o mesmo.Quando me abracei a ela, senti aquele abraço gostoso, aquele corpão escultural e bem desenhado.De repente ela deu um mergulho e por baixo da água, deu uma chupada em meu pau. Saímos do rio, fiquei observando aquela figura ímpar e gostosa, me acenando, convidando-me para a nossa primeira cena de amor.Tinha ali, uma reserva de mato, bem fechadinho, tipo uma cabana, onde adentramos, jogando nossas roupas no chão, ali iniciamos uma grande orgia.Ela me fez uma chupeta tão profunda e com prazer que senti de imediato um gozo tipo precoce, onde ela engoliu toda minha porra, momentos em que ela me fez um pedido que nem minha mulher havia me feito ou seja:

- Jorge, chupa meu cuzinho, chupa até eu gozar!

Não tive alternativa.

- Ai... Ui...Ui....Vaaaaai... Vou gozar... gooozar....

E daí, o jorro de urina saiu, com um cheiro forte, quente, esguichou em minha cara. A moça acabava de gozar em minha cara, naquele cuzão roxo e cheio de estrias, onde fazia incessadamente “bicos” e piscando na hora do gozo. Foi fantástico ver aquela morena caída, possuída e fervendo de tezão, o que culminou com seu pedido para mim comer seu botão.Ficou de “cata-cavacos” dando uma chupada em meu pau antes da penetração. Ao ver aquele cú da cor da semente do jambo, fiquei possuído de desejos, quando coloquei a cabeça, ela ia entrando estalando e o músculo anal, apertava meu pau quando a cabeça estava toda atolada ela gritava:

- Empurra todo, vai... não pare... Ta doendo mais eu aguento, vai porra...

- Vai meu cachorrão, meu sonho de consumo...

- Uai... Uai...mas é booooom....gozei...gozei.....

Ela desabou-se no chão e me disse:

- Jorge estou toda ardida, fudida. Arrombada e agora você vai comer minha buceta.

Já na medida da exaustão, ela foi até o rio, se lavou, voltando para o ninho do amor. Foi quando damos reinicio a nossa fudelança. Trepei aquela puta nos mais diversificados ângulos e posições, ela me chupou, bebeu minha porra que sua boca estava escorrendo meu liquido feito leite.

HOJE, ao acordar-me ouvi uns gemidos no quarto de minha cunhada, me aproximei fiquei observando aquela cena maravilhosa, através da fechadura da porta e pude ver que a danada estava de porte de um vibrador, uma pica tipo king Kong enorme, introduzindo em sua buceta e ela dizia:

- Ai Jorge, ai meu cunhadão... me come.... Eu sou sua... Vou te dar o rabo...

Tive naquela hora, a vontade de adentrar em seu quarto e comê-la, matando assim minha enorme vontade, já estava decidido a entrar em seus aposentos, mas de repente, para minha falta de sorte, a minha sogra estava me gritando para tomar o café que estava na mesa. Passei batido, mas descobrir o desejo de minha cunhada e na práxima oportunidade, comerei aquela puta fenomenal.



Braw.







VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eróticos me assaltaram e ainda comeram a bunda virgem minha e d minha maex vídeo mulher da cu virgema outro antes de da marido conto eróticoswww.contos eroticos corona novinho.brsexo-gostoso-numa-ilha-paradisiaca..commaridos broxas contosa viuva amante conto eroticocontos eróticos trai meu marido numa rapidinhacontos eroticos gay sadade de meus dominadorescontos eroticos vi minha esposa me traindoContos me bateu e comeu minhaconto erótico gay acordando com carinhosoPono muto leite mateno e pau doro molhado de leite de peitotica dani buceta gistosaContoseroticosprimeiravezconto erotica homen goza na minha verditoputinhas de quinze anos xexo uricuiacontos erot.menha namorada e meu tio flagreicontos eroticos,comeu minha buceta ns frente do meu maridoSou um corno mansocontos comi a amante do meu paicontos fodi com o meu sogro gstscontos eróticos. sou uma casada que adora putaria com novinhoconto eróticos estupro no orfanatocache:7Bn8n8HDPyEJ:https://spbgau-kf.ru/mobile/conto_24394_amigo-gay-ensinando-esposa-a-dar-o-cu--parte-3.html contos eroticos violentadas ao extremoContos eroticos cumi mi.ha cunhada carlaminha mãe da pro filho da empregada contoscontos eroticos festa a fantasiacontos eróticos mamacontos de mulheres que gostam de ser fodidas no cu e na conaconto gay viciei na rola do negÃopeguei a vizinha de surpresa de calcinha e sutiã contoscantos eroticos so casado mais o negao arrombou meu cuconto erótico meu filho pediu uma espanholamulheres violadas contos eroticosContos eroticos fui numa viagem de trabalho que ela realizou minha fantasiacontos cabacinho com meu paiconto erotico era p ser so uma caronacontos eróticos uma travesti chupou miha bucetona greluda no banheiro femininoMendigos se madturbando altocontos eroticos de cunhada amarradacondos erodicosminha sogra falou que tem dificuldade para gozarcontos cu docecontos de coroa com novinhocontos de esposas putaseu confesso sou puta desde novinhaContos comida pelo garotoconto erótico na praia com a família da esposaContos eroticos de podolatria com fotos chupar pes de primasgarotada vem bucetinha pela primeira vezconto tia gostosa de microcalcinhacontos eroticos zoofilia com a cachorra a noiteZoolofia cominha cadela ler istoriaContos com fotos tirei o cabaco das crentinha novinhascontos de cú por dinheirocontos cuidando da minha irma casadaSou casada fodida contoContos eroticos estruparam minha avo e mamaehistoria de novinha perdendo a virgindade com encanadorcontos eroticos negao no cinema corno lambe porracontos erot co dando a buceta pro cavalo e p ca grandeCasa dos Conto a beira de uma suruba esposa casadaContos de tia.meu sobrinho me pegou no flagra e me chantagiouvirei cadela contos gayscontos eróticos gay malucoconto gay com meu pai no apartamentovelhona puta contoscontos eroticos traindo marido na Sala ao ladocontos meu pai me fodevi meu genro mijando e dei pra eleeu e meu irmaozinho casa dos contos eroticosSou um corno mansoporno mamei tanto o peitinho q inchoueu vou te arregaçar inteira me perdoa amor, desculpaconto er.apatroa e o motorista paticularquis provar contos eróticosvidios novinhas dos mamilps diros pontudosconto erótico verdo a minha cunhada turma banho pelo buraco na paredeContos heréticos quadrinhos Barneycontos euroticos porno tia lucia Nayara chupando contocontos eroticos estrupada pelo mei maridoporno coroa pauzerahonme infinando a rola na bumda da moleDeixei meu irmão de pau duro quando sentei no colo dele contos eróticoscontos eróticos engatada e arrastada pelo cachorroa minha mulher Ela foi arrombada pelo negão como chega eu sentir coisa diferente dentro delaconto erotico peladinha pra quatro machos comeremcomeu a cunhada dopada de remedio contos