Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

SEU ERASMO PARTE 2

Click to Download this video!



Continuação do conto Seu Erasmo.

Passei o dia pensando no que havia acontecido na casa de Seu Erasmo. Eu era sá um garoto, que horas atrás não sabia o que era sexo e em apenas uma tarde um homem que eu praticamente não conhecia havia enfiado os dedos em mim e, principalmente, havia comido a minha bunda. Não que eu não tivesse gostado. Eu gostei muito, principalmente porque não doeu tanto, o pau dele não era grosso, então eu senti mais prazer do que dor. É que eu não sabia, sequer, que a gente podia enfiar alguma coisa na bunda. Eu era bem inocente nestes assuntos.

Logo no dia seguinte, depois que saí da escola, passei na frente da casa do alfaiate, e estava fechada. Quando já me distanciava, ouvi um “ei, menino, vem cá, que tua roupa ta pronta!”. Olhei e vi o velho da janela, me olhando meio sorrindo e me chamando. Quando cheguei à porta ele já estava abrindo, deixou eu entrar e me interrogou:

- Contou pra sua mãe?

- Não.

- Nem pra ninguém?

- Não.

- Gostou do que eu fiz contigo?

- Não sei – disse encabulado.

- Como não sei? Não gostou? Não gostou do meu pau?

Eu fiquei calado. Ele me puxou para um sofá, onde ficavam restos de tecidos e mandou eu tirar a roupa. Eu tirei a camisa e a calça e desta vez estava de cueca.

Seu Erasmo se aproximou. Baixou minha cueca e alisou minha bunda. Ele me dominava, eu não sabia como, ficava meio hipnotizado com o que ele fazia. Seu Erasmo me deitou no sofá velho, de bruços, massageou minhas costas e pernas, depois, com calma, abriu minha bunda. “Cuzinho lindo”, ouvi ele dizer, enquanto começou a lamber meu rego. Passava a língua de baixo pra cima no meu rabo, esfregava a barba rala e enfiava a língua bem fundo, mas bem fundo mesmo. Aquelas carícias me alucinavam e em poucos momentos eu estava empinando a bunda pra que ele metesse a língua até onde quisesse.

Depois de me excitar bastante, Seu Erasmo mandou que eu chupasse o seu pau. Embora excitado, naturalmente que me recusei, porque jamais tinha feito aquilo. Ele não reclamou e passou a cuidar de novo da minha bunda, melando de saliva e enfiando dois dedos nela. Dei um gemido fundo, tentei escapar daquela dedada profunda, mas ele segurou meu corpo e meteu os dedos até o fim. “relaxa”, ele dizia no meu ouvido. E os dois dedos eram socados com calma no meu rabo, indo até o fundo e depois saindo quase que totalmente, para depois entrar novamente com firmeza. Sem tirar os dedos do meu rabo, seu Erasmo foi aproximando o pau da minha boca, sem falar nada, sá aproximando.

Os dedos continuavam a brincadeira na minha bunda. Meu prazer estava concentrado ali. Eu sentia os movimentos que ele fazia e nem percebi quando seu pau encostou em meus lábios. Abri a boca instintivamente e seu pênis entrou na minha boca. Ele metia com cuidado. “sente o gosto”, ele dizia, e eu sentia o gosto do seu pau. “mete mais na boca”, e eu deixava o pau entrar mais, molhava com saliva e ele gemia. Eu gostava quando ele gemia, sentia que ele também estava gostando.

Depois que eu chupei bastante, seu Erasmo me colocou no braço do sofá, de costa pra ele, cuspiu na mão e melecou minha bunda. Eu respirei fundo, prevendo o que viria e senti o seu pau na entrada. Como da última vez ele enfiou fundo até o fim. Eu gemi, tentei escapar, mas o pau alojou-se em mim lenta e firmemente. Seu Erasmo me segurou pelos quadris e começou a socar lentamente no meu rabo. A dor ia passando e o prazer percorrendo todo o meu corpo. Eu respirava fundo e já empinava a bunda para receber o seu pau totalmente. Desta vez ele ficou mais tempo dentro de mim, me fudendo com firmeza, arrancando gemidos. Quando dei por mim estava gozando em cima do sofá. Seu Erasmo percebeu e enfiou mais fundo ainda, passando a socar seu pau com força no meu cu. Eu gemia e aguentava o tranco, sentia o corpo pesado dele, o pau enfiando-se dentro de mim, até que ele gozou. Senti um líquido quentinho entrando e ele relaxando sobre mim. Passou alguns minutos ainda nesta posição, apenas respirando, e depois levantou.

“bundinha gostosa”, sussurrou, enquanto me dava uma palmadinha e ia para o banheiro. Com poucos minutos voltou, já vestido, me entregou as roupas que minha mãe havia encomendado pra mim e novamente perguntou se eu voltaria.

Na segunda-feira eu venho, confirmei. O velho sorriu e disse que ia me esperar. Eu contou como foi na terceira parte deste conto. Contato: [email protected]



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos cavalonas apaixonadascontos os sequestradores fizeram comer minha mae para comerConto eroticos no beco escuroQuero ler,contos homem fundedo meninho de rua viadinhoporno doido em cabines chupando e dando a buceta por buracos de paredescontoserticos.com icesto mae filho minha mae de 80 anoscontos dando para minha familia parte 2contos eroticos de marido corno bebedor de porracontos.eroticos.de muleres bem.velhas.transando.cm legumescomida pelo sobrinho comi minha comadre drogada contovideornpossficando com o hetero safadoconto gaymarido falou p esposa nahora da transa q dar o cu era bomtava um tedio danado,resolvi dar a buceta pra ele,incesto contosaec porno videos bhcontos com fotos esposas com a buceta cheia de porra de negroscontos eroticos peguei a mulher do amigo a força ela dormindo e soquei nelaxvidio minha mina sai para tranpa e eu como Minha sogra xvidiolevei minha mulher pro cara mais pauzudo comer na minha frenteenrabada no intercambio contoscontos eroticos fudendo garotos hetesexualxvidio cu mas floxo e da peidicontos não acreditei que meu sogro ia fazer aquilovídeos pornô de avô sentando a netinha de sainha curtinha no colocoroa de vestidinho sem calcinha abrindo as pernas para enteado podercontos eroticos comendo a sogra da minha irma e socando a banana no cu delacontos de transando com o genro timidomãe e irmã funk conto eroticoContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de primas gostosasminha filhinha me viu de pau duro contoshistoriaseroticasswingDESDE GAROTINHA GOSTAVA DE SENTAR NO COLO DELES CONTOSaproveitam da inocência da mulher b******* na academia conto eróticocu todo cheio manteiga da coroa peladacontos eroticos nifeta d loja rjmeu compadre tem fantasia herotica cm migo o q devo fazerCacetudos batendo punheta no alimentoscontos eroticos metende devagar na buceta chupando os seios mordendo os bicis cavalgando gememdoFui enrabada bem gostoso na festalencol conto heterocache:A_ULZ8FKkSgJ:okinawa-ufa.ru/home.php Papai derramo leitinho na minha cara contos eróticosPorno mobile boqueternoContos de Puta que pra ela so dava rolao cavaloboa fodaxvidioCu maislargo do mundo em fotoscontos gay brincadeira de luta comi meu irmãozinhocontos travesti e mulher casada juntas dando o cu pra homem e o cãohttps://spbgau-kf.ru/conto_24102_viagem-com-menage.htmltrepando pau sua p*** prepara para o sábadoconto eróticos esposa faz marido adivinhar gual bucetacontos eroticos vovô e netinhoscontos menina menor calcinhame comeram a forca contos eroticosno hotel quando minha prima percebeu meu pau já tinha entrado na sua buceta virgem ela disse pra mim não faz isso comigo eu comecei a fuder sua buceta eu disse pra ela agora sua buceta não é mais virgem ela disse pra mim fode minha buceta conto eróticoMãe mamando filho contoseroticoscurtos relatos eróticos de estupro fortireal conto cunhadofudi gostoso no volleyconto erotico de casal fazendo as pazescontos com fotos esposas com a buceta cheia de porra de negroscontos de incestos detei de conchinha fiquei de pau duroSou casada Minhas filhas me viram sendo fodida contoETRUPANO.ASUBRIvideo porno 45cm de rola na filhinha dormindoContos eróticos na fazendacontos eróticos as fantasias de minha filha filha com um desconhecido na praiasou mega bunduda.contos eroticoscontos eróticos gay esfregacao entre pai e filhocontos de coroa com novinho