Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA ESPOSA E 6 GARIMPEIROS

Click to Download this video!

Inventamos de viajar de carro. Eu e minha esposa. Ora eu dirigia, ora era ela. Seguíamos a caminho de Porto Velho, por uma estrada de terra ao lado do Rio Madeira. Tinham nos aconselhado a não cruzar o rio pela terceira ponte, porque justo essa ponte ia dar num garimpo que ficava numa clareira desmatada na floresta. Era um vilarejo cheio de problemas, de abusos sexuais e imoralidades de gente sem-vergonha. Foi o que nos disse uma senhora na cidadezinha anterior.

― Quer saber, é melhor evitar essa ponte ― eu disse. Minha esposa dirigia. ― Pega a quarta ponte, minha flor de maracujá, sá por precaução.

O Rio Madeira passava pela janela do carro me dando sonolência.

― Quer saber ― minha esposa disse ― aquela senhora parecia uma beata de igreja, dessas que cobrem o corpo do calcanhar até o pescoço pra fingir que são certinhas aos olhos do Senhor.

Eu ri do comentário. Ela estava indignada. Não suportava gente moralista.

― Essas beatas, meu bem, cobrem o corpo mas ficam com a boca de fora SABE PRA QUE?!! Pra chupar uns pau depois da celebração. Atrás do altar. O pau do pastor, do padre, o caralho do capeta... Ouve o que eu digo... ― Eu ri de novo. Cochilei um pouco depois.

Sonhei com o que a beata dissera.

Que o garimpo se limitava a uma vila de prostitutas e homens brutos que se enfiavam atrás de lascas de ouro nos buracos das minas improvisadas sá pra trepar com uma, duas, três, ou até cinco prostitutas de uma vez. Era um antro de orgia dos infernos. Então acordei.



Descobri que fiz besteira deixando minha esposa dirigir naquele trecho.

Acordei com a minha esposa gemendo um gemido sofrido e sufocado como se tivesse alguma coisa enchendo a boca. E tinha. Dois cacetes. Ela tinha pego justamente o caminho proibido.

Uns seis sujeitos a estupravam. Fiquei assustado e sem saber o que fazer. Tinha um casebre aqui e outro acolá. Bateias largadas no chão. Umas mulheres vestidas como vadias aqui outras acolá. Uma delas agachou ao lado do carro e mijou na terra com o mato roçando-lhe a vagina. Essa, me disse, vendo minha expressão de pavor diante do gang bang ao vivo que me doía na testa.

― É sua esposa?

― É. ― Respondi, atônito. Minha esposa parecia desvairada no êxtase de tantos cacetes.

― Você vai ter que pagar pelos seis. ― A prostituta me avisou.

― O que?

― Essa vadia aí ta fodendo com seis, vai ter de pagar porque prejudica o nosso rendimento, tá entendendo, corno? ― A prostituta riu mijando um jato que empoçava fazendo lama.

Não teve jeito. Minha esposa voltou toda arrombada pro carro. Toda roxa da pegada dos caras. E eu ainda tive de pagar praquela cafetina mijona o equivalente por a minha esposa ter trepado com os seis garimpeiros sujos naquele lugar primitivo...



Quando dirigíamos já longe dali, ela exibia um sorriso como eu nunca vira de tão feliz. E confessou ter adorado. Não ter resistido. A beata a deixara molhada ao falar em orgia dos infernos, homens brutos e vila de prostitutas... 'Parecia mais o paraíso', ela disse, 'e ninguém nunca saberá, bezinho, relaxa, você ainda podia ter comido aquela puta mijona e a gente até podia ter ficado mais tempo lá...'

A princípio, não respondi...

Mas enquanto eu dirigia, horas depois, já vendo as luzes da cidade de Porto Velho se aproximarem na distância, ela chupava o meu pau tão gostoso que minha mente clareou.

Eu gostei. Disse que na volta passaria por lá de novo. Com uma condição. Que ela mijasse pra eu ver. Eu tinha gostado de ver a puta mijando na terra até fazer lama, como um bicho selvagem, foi o que eu disse, e gostei mesmo mas... Agora não sei direito se naquela hora o meu pau ficou tão duro por vê-la mijando ou por ver minha esposa sendo enrabada com selvageria por aqueles seis garimpeiros. Tanto faz. Ia testar as duas coisas pra descobrir a origem do tesão. Sá de pensar... dei uma estocada do quadril pra cima que pegou no fundo da garganta dela, ela tossiu, babando na minha cueca, mudei a marcha, ela me chupava com o carro rodando a cento e vinte por hora na rodovia. A língua dela ia a duzentos por segundo na cabeça acesa do meu pimentão. --- [email protected]

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Contos erotico ferias quentes cinco o retorno do titio pegadorurso velho peludo gay contosCasa dos contos zoofilia o cao que gostava de ser cadelacontos porno pm mastruba minha mulher Contos eroticos de mulheres sendo abolinadas no onibus lotadoscontos da mãe a lamber a cona da filhaconto etotico minha esposa fudendo com meu pai e meu irmaoSou casada fodida contocom doze aninhos estrei na vara contos eróticos gaynoite maravilhosa com a cunhada casada contoscontos eroticos corno e amigo camaconto flagrei minha irma dando e enrabeiconto erotico tira a roupa revólverMeu primo volume grosso enorme novinho contopintinho na bunda contoscontos eroticos de como perdi a virgindade do cuzinho e da minha bucetinha ao mesmo tempoenchemos a boceta de porracontos eroticos tia marta morena coroa tenho bunda grandecontos eróticospapai e filhinhaConto erotico sem nocaocontos de sogra gravida transandoTennis zelenogradbucetinha lisinha e meladacontosloira jardineiro trai contosfui comida por meu marido e o massagista contoconto erótico "comeu meu marido "Relatos verdadeiros de homens casados tarados pra mamar em rabo de viadinhos afeminadoscontos de pegando um cuzinho laceadocontos eróticos de professoras gostosas transando muito gostosofoda interracial dezenho foda com a sinhaContos erotico Minhas mamas doem muitocu esfolada negao contosPegando a prima logo cedo contoeu meu caseiro e minha filha e suas amigas contoscont erot recem casada um velho meComo tirei o cabeça do cu do meu amigo contosmega gozada na boca contoscontos erótico menininho na faxina contos eróticos bebadachupei os pezinhos da minha irman contos eroticosque cu mais apertado agora chora contocontos eroticos: Descabaçada pelo velho e o negao no onibusuma semana de pescaria,contos eroticosContos eroticos minha cunhada foi estuprada por ladroescontos eroticos fingi que estava dormindoTennis zelenograd contoNua em publico no jogo de futebol contos eroticoscontos eróticos apanhado chorei muito e fiqueicom a buceta toda vermelhaconto ru e minhas filhasvideornposscontos/dp na esposinha na lua de melcontos eróticos sadomasoquismo exttemocontos eroticos nupcias mete amorsapato batendo xaninhana outra gostosocontos eroticos hetero casado fui dominado pelo coroasou loira baixinha paguei de puta no samba contos eroticosconto mamo rolaChaves com tesão de Chiquinhacontos eróticos de velhas crentes donas de casaporno policia agelma ou marido fode amulhercontos de mulher insatisfeita com maridocontos eróticos com guardas Florestaiscontos eróticos de bebados e drogados gayscontos eróticos dizendo tudo que a puta fazsafada pediu pro tio pauzudo gosa dentrobuceta Detinhaconto de estrupo de praticinhaorando outros peitões da bundona gostosaContos Bolas PeludasContos erotico dois policial dotadu fudel minha esposaEu fudi toda a familia do meu amigo fudi a filha dele fudia a esposa dele fudi a cunhada dele contos eroticosconto erótico velharelato esposa safada na fazendacontos esposa do clienteContoerotico descabaçando meninas de seis a doze anosContos.encestos.mae.no.campo.de.futebolConto erótico gay camisa social de sedaContoseroticosdesolteirascontos eroticos gay ensaboandocontos minha buceta nunca mais foi a mesma depois que eu trepei com seu moaciro ajudante de pedreiro chupou minha rola quando eu tinha dez anoscontos veridico acho que o garoto comeu minha mulher a patriciacontos eróticos gay taxista Santarém Paráconto erotico eu não queria ser cornocontos Rabuda com cheiro de bundaContos eroticos... Cunhada usando um vestidinho curtoConto erotivo estupro veridicoaguentei o pau groso. contoconto erótico meu padrinho me estuprouvhupou minha buceta lesbicaconto eróticowww.contos comendo a tia de sainha curtaContos heroticos gays e heteros Brutosduas mulher do Jordão baixo chupando b*****xvidios cumi a mimha mae traduzido em portuguescontos eroticos estupro no metri